Paixão pela música e pelos instrumentos: conheça Thairon Viegas - Entretenimento

Vers?o mobile

 
 

Estrelas da Periferia07/07/2020 | 16h26Atualizada em 07/07/2020 | 16h26

Paixão pela música e pelos instrumentos: conheça Thairon Viegas

Gaúcho é uma das referências no cavaco, banjo, violão e guitarra na Capital. 

Em épocas normais, que não as de pandemia, que vivemos atualmente, sempre que o fã assiste a um show de sua banda preferida, fica ligado no vocalista, geralmente, ou algum integrante da banda fixa. Porém, tem uma galera que rala no meio da música, que acaba sendo chamado de músico de apoio, que é fundamental para o bom andamento de qualquer show, seja de uma banda local, nacional ou internacional. 

Músico é uma das referências nos instrumentos em Porto AlegreFoto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

Um dos destaques locais dos músicos de apoio, importante em toda a cadeia, é Thairon Viegas, 34 anos, morador do bairro Glória, Zona Leste de Porto Alegre. 

Desde pequeno, o guri já imaginava que seguiria pelo caminho da música. Na infância, começou a tocar pandeiro, por influência do avô, Pedro.

- Ele tocava pandeiro e minha avó, Eunice, cantava,foram minhas influências. Cheguei a ter algumas bandas naquela época. Minhas tias também cantavam. Mas, logo eu já quis um cavaco, instrumento que estava em alta na época (nos anos 1990), por causa do Katinguelê - relembra Thairon.

Leia outras histórias de Estrelas da Periferia

Logo em seguida, acabou entrando em um coral, que sua família fazia parte, mas seguia com a obstinação de seguir pelo mundo da música. Aos poucos, começou a tocar em bandas da Capital, até que começou a ficar conhecido no circuito do pagode e do samba. Tocando cavaco, banjo, violão e guitarra, Thairon virou uma das referências nos quatro instrumentos por aqui e chegou a integrar o grupo Di Brincadeira. Depois, virou músico de apoio de bandas como o Pura Cadência e o ViroZueira. Este último, aliás, é o grupo que ele ele vinha tocando mais seguido, antes da chegada da pandemia de coronavírus.

- O músico de apoio dá um suporte maior pro artista ficar mais livre no palco. Ele tem uma função importante, que é deixar o artista mais livre pra interagir com o público - explica Thairon.

O músico destaca, ainda, que sempre tenta dar um diferencial para as bandas que toca, usando como base toda a herança musical que traz, desde pequeno:

- Eu gosto de chegar para somar, colocar toda a minha musicalidade no projeto, acredito que este seja o meu diferencial. Eu nunca estarei em uma banda só por estar, ou "cumprindo tabela". Vou com tudo!

Pitaco

Nards, do ViroZueira, fala sobre o trabalho de Thairon:

- Ele é um ótimo músico, tem uma musicalidade acima da média, executa tudo com maestria. Ele é um dos melhores violonistas que eu já toquei, um exemplo de músico, encara a música com muita seriedade. 


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros