É tempo de resgatar ou descobrir novos momentos de lazer - Entretenimento

Versão mobile

 
 

92 Mais Mulher27/08/2020 | 10h03Atualizada em 27/08/2020 | 10h03

É tempo de resgatar ou descobrir novos momentos de lazer

Em plena pandemia, apostar em um hobby pode ajudar na saúde mental

É tempo de resgatar ou descobrir novos momentos de lazer Instagram/Reprodução
Foto: Instagram / Reprodução
Mariane Araújo
Mariane Araújo

Enfrentamos um momento de descobertas e redescobertas. Adquirir novos hábitos ou até mesmo resgatar algum hobby é muito positivo, pois ajuda a afastar o estresse gerado pelas preocupações do dia a dia. A coordenadora do curso de Psicologia da Estácio/RS, Márcia Rejane Semensato, explica como isso pode ser saudável:

— O hobby proporciona uma vivência de curiosidade, de prazer. Pode ser algo muito simples, como cozinhar, ler um livro, cuidar de plantas, fazer algum exercício, artesanato, trabalhos manuais, pintar, costurar, fazer crochê, marcenaria, ouvir música, ou escrever. Tudo depende da curiosidade de cada um. Pode ser qualquer coisa que represente um passatempo e seja agradável de fazer, que dê satisfação, prazer e alegria.

Por isso, os passatempos são tão importantes para a saúde mental neste período de pandemia, agregando entretenimento e autocuidado ao cotidiano.

Conversei com Cristina Ranzolin, apresentadora do Jornal do Almoço, para saber quais são seus passatempos preferidos neste período de isolamento social. E você, o que faz no seu tempo livre?

Descanso entre linhas e agulhas

Em julho, Cristina, 53 anos, despertou a curiosidade dos fãs ao aparecer, em seu perfil no Instagram, tricotando. Segundo ela, essa é uma das habilidades que aprendeu com a avó, Jeny, em Soledade.

— Eu vivia usando roupinhas produzidas por ela, uma fera no crochê! Sempre me incentivou a fazer trabalhos manuais — conta a jornalista.

Cris lembra com carinho das férias de inverno na casa dos avós maternos, ao lado do irmão, Ricardo: 

— Ficávamos tricotando na frente da lareira. Meu avô, Lauro, fazendo pinhão assado. Tricotar me remete aos bons tempos da minha juventude.

Pausa para relaxar

A apresentadora do JA ainda comenta que, por mais que sempre tenha gostado de tricotar, a falta de tempo acabava atrapalhando essa prática:

— Agora, ao ficar mais em casa, senti vontade de retomar o hobby. Além disso, enquanto tricoto, posso estar envolvida com outras atividades: ouvir uma bela música, assistir à TV e conversar com as minhas amigas. Gosto de colocar o telefone no viva-voz. Aproveito para fazer várias ligações.

Sem ter um horário específico para desenvolver sua habilidade, Cris tricota quando encontra um tempinho em sua rotina agitada.

— O pensamento vai longe — revela.

Além do tricô, ela segue fazendo ginástica online com acompanhamento profissional, adora cozinhar — principalmente, nos finais de semana — e cuidar da casa.

— No começo da pandemia, aproveitei para arrumar gavetas, organizar a bagunça e doar coisas que não usava mais. Fiz uma limpa! — finaliza.

Produção a mil

Tricotar é um passatempo na vida de Cris, mas ela não brinca em serviço: já finalizou três peças durante a pandemia. Confira!

1) Casaquinho azul transpassado. A inspiração para confeccioná-lo veio de peça usada por uma amiga: modelo reto com a inclusão dos pompons. 

Cris copiou um modelo e arrasouFoto: Instagram / Reprodução

2) O colete marrom com bolsos foi produzido especialmente para a filha, Antônia, 16 anos. 

A filhota ganhou uma peça toda especialFoto: Instagram / Reprodução

3) Outro colete, porém, em modelo mais alongado e feito com lã grossa. Os botões de osso artesanal dão um toque rústico à peça.

Colete estiloso e com toque rústicoFoto: Instagram / Reprodução

DEIXA EU TE CONTAR

Nesta semana, resolvi mudar alguns hábitos. De uns tempos para cá, notei que estava mais preguiçosa, sonolenta e até com dificuldade para ser mais produtiva. Então, resolvi estabelecer uma meta: dormir mais cedo e, consequentemente, acordar antes para me exercitar, no mínimo, três vezes por semana com o auxílio de um profissional. Exercício físico também é um hobby, além de fazer muito bem para a saúde. 

O segundo passo é buscar a ajuda de uma nutricionista para fazer uma reeducação alimentar. 

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros