O que muda na sexualidade depois dos 50 anos - Entretenimento

Versão mobile

 
 

Falando de Sexo06/08/2020 | 14h11Atualizada em 06/08/2020 | 14h11

O que muda na sexualidade depois dos 50 anos

Dificuldades de ereção e secura vaginal são alguns dos problemas

O que muda na sexualidade depois dos 50 anos Reprodução/Reprodução
Foto: Reprodução / Reprodução
Andrea Alves e Lucia Pesca

Hoje, vamos abordar as mudanças na vida sexual de quem está com mais de 50 anos. Confira!

A partir dos 50 anos, se os homens estiverem gozando de boa saúde física e mental, podem e devem continuar desfrutando da vida sexual normalmente. O que se torna mais comum com a idade é o fato de suas ereções ocorrerem com menos frequência. Além disso, podem ser menos firmes. 

Já para as mulheres dessa faixa etária, um “ninho vazio” ou menos preocupação com a gravidez podem deixá-las mais interessadas em sexo. Porém, à medida que se aproximam da menopausa, os níveis de estrogênio caem, o que pode afetar um pouco a libido e gerar a secura vaginal. Ondas de calor, ansiedade, ganho de peso e problemas relacionados ao sono também podem torná-las menos dispostas.

 Leia as colunas anteriores 

Diálogo

Conforme as dificuldades sexuais forem aparecendo, se você vive com alguém, a primeira coisa a fazer é conversarem sobre as necessidades e desejos um do outro. Não tenha receio de tentar coisas novas à medida que seu corpo evolui e seu estágio de vida muda. Isso pode ajudar a manter o casal envolvido e interessado em sexo. Honestidade sobre a satisfação física e emocional é fundamental. Pode até ser uma boa ideia deixar de lado certos constrangimentos para ter momentos mais íntimos. 

Se não conseguir ultrapassar essa barreira sozinho, faça uma consulta online com uma terapeuta sexual ou sexóloga. Às vezes, em poucos encontros é possível resolver grandes barreiras.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros