Marina Ruy Barbosa doará lucro da nova coleção de sua marca para iniciativas em prol da Amazônia - Entretenimento

Versão mobile

 
 

Moda sustentável20/09/2020 | 13h17Atualizada em 20/09/2020 | 13h17

Marina Ruy Barbosa doará lucro da nova coleção de sua marca para iniciativas em prol da Amazônia

Ganho obtido com a venda das peças será destinado à construção do Viveiro Agroflorestal da Casa do Rio, onde serão produzidas mudas para reflorestar áreas degradadas

Marina Ruy Barbosa doará lucro da nova coleção de sua marca para iniciativas em prol da Amazônia Marina Ruy Barbosa Instagram  / Reprodução/Reprodução
Foto: Marina Ruy Barbosa Instagram / Reprodução / Reprodução

A marca de roupas da atriz Marina Ruy Barbosa, batizada de Ginger, tem como objetivo ter "moda, arte e menos impacto" em suas produções, e se autodenomina como "um movimento em direção a uma maior integridade ecológica". Por isso, a nova coleção-cápsula da grife terá todo o seu lucro revertido para iniciativas relacionada à Amazônia e suas comunidades.

A marca se aliou à instituição Casa do Rio, que atua no Amazonas com ações que visam o desenvolvimento humano e territorial. O lucro obtido com a venda desta nova coleção será destinado à construção do Viveiro Agroflorestal da Casa do Rio, que faz parte do centro de pesquisas agroflorestais da ONG, no qual serão produzidas mudas de espécies nativas da Amazônia para reflorestar áreas degradadas.

O viveiro terá capacidade de produção de três mil mudas por ciclo, sendo uma fonte renovável para a região. 

— Para nós também era importante ser uma fonte de ajuda renovável, que não encerrasse com a doação. Estamos ajudando a criar um projeto que garante recursos importantes e inesgotáveis, pensando sempre na educação e no empoderamento da população local  — disse Marina à revista Vogue.

A coleção, que tem edição limitada, terá suas peças produzidas em malha com fios 100% desfibrados, ou seja, feita com resíduos de confecções têxteis. O material também tem acabamento antiviral, que diminui a hospedagem de vírus no tecido.

Confira:

A primeira coleção da marca, Prefácio, já havia contado com uma ação de solidariedade: todo o lucro obtido foi doado para a ONG Gerando Falcões, que tem como objetivo levar esporte, cultura, educação e qualificação profissional para as favelas do país.  As etiquetas das peças também vinham com sementes no interior - ao rasgar as tags, a ideia era que os grãos fossem plantados.

;os fossem plantados.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros