Claudia Raia relembra casamento com Alexandre Frota em autobiografia: "Era um mulherengo compulsivo" - Entretenimento

Versão mobile

 
 

"Sempre Raia um Novo Dia"27/10/2020 | 09h14Atualizada em 28/10/2020 | 12h43

Claudia Raia relembra casamento com Alexandre Frota em autobiografia: "Era um mulherengo compulsivo"

Atriz conta que muitas pessoas próximas a advertiam sobre as traições do companheiro

Claudia Raia relembra casamento com Alexandre Frota em autobiografia: "Era um mulherengo compulsivo" Ver Descrição/Ver Descrição
Cláudia Raia e Alexandre Frota froam casados entre 1986 e 1989 Foto: Ver Descrição / Ver Descrição
GZH
GZH

Em trecho de sua autobiografia Sempre Raia um Novo Dia, que será lançada em 16 de novembro, Cláudia Raia contou bastidores de seu casamento com Alexandre Frota. De acordo com a atriz, apesar de saber que o marido era um "mulherengo compulsivo", ela sempre acreditou na união, que durou de 1986 a 1989. 

“Nunca traí Alexandre, nunca fiz nada para destruir meu casamento. Ao contrário, sempre acreditei na nossa união e sonhava em reproduzir o modelo dos meus pais", escreveu Cláudia, dizendo que fez questão de promover uma cerimônia pomposa, assim como a mãe. A atriz se casou na igreja da Candelária, no Rio de Janeiro, prestes a fazer 19 anos. "Eu queria um casamento feliz, amoroso, com filhos, do tipo ‘até que a morte os separe’", escreveu. 

No entanto, durante o relacionamento com o ex-ator, Cláudia disse que ouviu diversas vezes advertências de pessoas próximas sobre a infidelidade do marido: "Alexandre era um mulherengo compulsivo, e eu estava cansada de ouvir alertas de amigos e amigas sobre suas traições". 

Segundo a atriz, o pedido de separação, por parte de Frota, "deu um nó" em sua cabeça. "Foi uma frustração gigantesca ver, aos 22 anos de idade, meu castelinho de sonhos desmoronando, uma sensação horrível de fracasso. Fiquei muito mal e me agarrei ainda mais à minha irmã Olenka; ia ao cinema com ela para chorar em seu ombro, porque, no resto do tempo, nem chorar eu podia; tinha que segurar a onda e trabalhar, para que tudo o mais também não desmoronasse junto", conta Cláudia.

Ela relembra que, depois da separação, Alexandre demorou meses para sair de sua casa, e ela, "transtornada", jogou as roupas dele na Lagoa Rodrigo de Freitas, no Rio de Janeiro. "Quando ele voltou, não encontrou mais nada. Em seguida, troquei a fechadura da porta. Ele não pôde mais entrar, mas o porteiro não tinha sido avisado e deixou que ele subisse. Ele ficou chorando do lado de fora da porta, e eu chorando do lado de dentro. Foi complicado, eu ainda gostava dele, mas não abri", diz.

Previsto para ser lançado em cópias físicas e digitais, Sempre Raia um Novo Dia foi escrito em parceria com a jornalista Rosana Hermann. Em 256 páginas, a publicação reúne episódios e fases marcantes da vida da atriz e dançarina.

Aos 56 anos, Cláudia Raia tem dois filhos, Enzo e Sophia, frutos de seu casamento com o também ator Edson Celulari. Desde 2015, ela está casada com Jarbas Homem de Mello.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros