"Órfãos da Terra" vence o Emmy Internacional - Entretenimento

Versão mobile

 
 

É do Brasil!23/11/2020 | 14h51Atualizada em 23/11/2020 | 14h51

"Órfãos da Terra" vence o Emmy Internacional

Anúncio foi feito no início da tarde desta segunda-feira

"Órfãos da Terra" vence o Emmy Internacional João Cotta/TV Globo/Divulgação
Renato Góes e Julia Dalavia em "Órfãos da Terra" Foto: João Cotta / TV Globo/Divulgação
GZH
GZH

Os vencedores do Emmy Internacional 2020 foram anunciados nesta segunda-feira (23) em cerimônia virtual apresentada pelo ator Richard Kind. Duas produções brasileiras foram premiadas: Órfãos Da Terra, novela da Globo, venceu na categoria telenovela, enquanto a série Ninguém Tá Olhando, da Netflix, levou a melhor na categoria de comédia.

Exibida originalmente entre abril e setembro de 2019, Órfãos Da Terra emocionou o público ao contar a história do amor proibido entre dois refugiados sírios que deixam sua terra natal em direção ao Brasil. Na trama, Julia Dalavia e  Renato Góes interpretaram os protagonistas, Laila e Jamil. O elenco também contou com nomes como Herson Capri, Letícia Sabatella, Alice Wegmann, Carmo Dalla Vecchia, Eliane Giardini, Paulo Betti e Kaysar Dadour.

A novela de Duca Rachid e Thelma Guedes já havia conquistado outros prêmios antes do Emmy Internacional. Em setembro, recebeu o Grand Prize na 15ª edição do Seoul Drama Awards, na Coreia do Sul, considerada a mais importante  premiação da Ásia. Ainda no ano passado, ganhou suíço Rose D’Or Awards na categoria Serial Drama.

Ninguém Tá Olhando, estrelada por Kéfera Buchmann, foi lançada em novembro de 2019 e cancelada pela Netflix em março deste ano. A direção é de Daniel Rezende, indicado ao Oscar de melhor edição por Cidade de Deus

Dividida em oito episódios, a trama conta a história do novo "angelus" Ulisses, personagem de Victor Lamoglia, que chega ao Sistema Angelus, conhecido por ajudar os humanos da Terra. Ele questiona a rigidez do sistema e começa a quebrar algumas regras. Decidido a ajudar as pessoas por conta própria, ele acaba se apaixonando pela jovem empoderada Miriam (Kéfera), que namora Richard (Projota). 

O Brasil também concorria com Elis - Viver é Melhor que Sonhar, em melhor minissérie ou filme para a TV; Canta Comigo, programa que era apresentado por Gugu Liberato e foi indicado na categoria de entretenimento não-roteirizado; e o especial Refavela 40, com Gilberto Gil, disputando o prêmio de melhor programa de arte. Além disso, Andrea Beltrão disputou o prêmio de melhor atriz pela atuação na série Hebe e Raphael Logam foi finalista da categoria de melhor ator pelo trabalho em Impuros.

Veja a lista de vencedores:

Melhor programa de arte: Vertige de la Chute (França)
Melhor comédia - Ninguém Tá Olhando (Brasil)
Melhor série de drama - Delhi Crime (Índia)
Melhor série de curta duração - #Martyisdead (República Tcheca)
Melhor documentário - For Sama (Reino Unido)
Melhor novela - Órfãos Da Terra (Brasil)
Melhor filme para TV / minissérie - Responsible Child (Reino Unido)
Melhor programa de língua estrangeira exibido nos Estados Unidos - 20th Annual Latin GRAMMY Awards e La Reina Del Sur – 2ª Temporada
Melhor programa de entretenimento não-roteirizado - Old People’s Home For 4 Year Olds (Austrália)
Melhor ator - Billy Barratt em Responsible Child (Reino Unido)
Melhor atriz - Glenda Jackson em "Elizabeth is Missing" (Reino Unido)


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros