Quer assumir os cachos? Saiba mais sobre transição capilar - Entretenimento

Versão mobile

 
 

92 Mais Mulher12/11/2020 | 09h43Atualizada em 12/11/2020 | 09h45

Quer assumir os cachos? Saiba mais sobre transição capilar

Durante a pandemia, várias famosas eliminaram da rotina chapinha e alisamento químico

Quer assumir os cachos? Saiba mais sobre transição capilar Instagram/Reprodução
Maisa voltou aos famosos cachinhos Foto: Instagram / Reprodução
Mariane Araújo
Mariane Araújo

Cada vez mais mulheres entram em uma jornada para a recuperação da autoestima e da textura natural dos cabelos, eliminando da rotina de beleza a chapinha e o alisamento químico dos fios. É o que chamamos de transição capilar. Mudamos o visual por vários motivos: vaidade, insegurança ou, até mesmo, pressão dos padrões de beleza impostos pela sociedade. O que importa, na verdade, é você se sentir feliz com o que vê no espelho, por isso, decidi abordar esse tema. 

Para quem está interessada em dar início à transição, é importante ficar ligadinha em alguns detalhes. Confira!

Muita calma nessa hora!

Diego Ruiz, cabeleireiro e professor do Mirage Academia, recomenda realizar um teste antes de iniciar o processo de transição, para que seja possível ver como o cabelo cacheado vai ficar. Ele sugere que a pessoa experimente fazer cachos, no salão ou em casa mesmo, antes de partir para o "big chop", o grande corte que tira todas as pontas lisas.

— É uma ótima pedida para quem pretende fazer a transição. A técnica consiste em cortar parte dos fios com química, principalmente, as pontas que ainda estão sob efeito do alisamento — explica o especialista. 

A apresentadora Maisa, 18 anos, apostou nesse corte, e, atualmente, está passando pela transformação dos fios. A guria compartilhou com os seus seguidores no Instagram que deu início ao processo de transição capilar em junho de 2018.

Pontapé inicial

Se você deseja assumir a beleza natural dos seus fios, o especialista Diego Ruiz sugere alguns cuidados.

— Suspenda os alisamentos.

— Adote rotinas de hidratação.

— Corte a parte lisa do cabelo.

— Para deixar os cachos bem definidos, aplique um leave-in (creme sem enxágue), mecha por mecha, amassando os fios.

— Só use secador com difusor de cachos nas pontas das madeixas.

De olho nas famosas

Ju está divina com o novo visualFoto: TV Globo / Divulgação

Durante todo o período de isolamento social, Juliana Paes, 41 anos, exibiu seu belíssimo cabelo cacheado em fotos e vídeos nas redes sociais. Em sua participação no programa Saia Justa, do canal a cabo GNT em setembro, ela disse que a transição começou há cinco anos, após terminar as gravações da novela Totalmente Demais (2015), em que interpretou a vilã Carolina.

— Quando terminou Totalmente Demais, eu disse: "Chega! Agora, quero ficar sem fazer nenhuma química no cabelo." Cortei curtinho. Eu tive que fazer a transição. Se passaram cinco anos até chegar no resultado. Precisei esperar o cabelo nascer desde a raiz e fui cortando as pontas com química e deixando o cacheado crescer — contou a famosa durante do programa.

Para os papéis de Bibi Perigosa, em A Força do Querer (2017), e da boleira Maria da Paz, em A Dona do Pedaço (2019), Ju optou por usar extensões no cabelo. 

Pioneira

Toda a beleza das madeixas de TaísFoto: TV Globo

Já Taís Araujo, 41 anos, começou seu processo de transição capilar bem antes, em 2004, após viver a protagonista Preta na novela Da Cor do Pecado. A atriz é uma verdadeira inspiração para quem pretende começar essa mudança. "Vale a pena esperar. Seja quem você é e sinta-se bem como quiser", escreveu a bela em um post nas redes sociais.

Quanto tempo leva?

Levando em consideração que o cabelo cresce, aproximadamente, um centímetro por mês, a transição capilar pode levar mais de um ano. 

No entanto, a ansiedade de esperar o cabelo crescer pode te levar a desistir e se render ao alisamento de novo ou a aderir a produtos não muito confiáveis para acelerar o crescimento.

Nem adianta se basear no tempo que levou a transição da sua amiga ou daquela blogueira famosa: cada cabelo tem seu tempo de crescimento. Por isso, não tente determinar um prazo para o fim da sua transição capilar.

DEIXA EU TE CONTAR

Não se sinta obrigada a nada: mudar é uma escolha pessoal. O movimento de aceitação capilar é lindo e busca resgatar a beleza natural dos fios, encorajando mulheres que se tornaram reféns de produtos químicos. Mas só você sabe o que é melhor para a sua autoestima. O importante é se sentir bem com o seu cabelo, sendo ele liso ou cacheado.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros