As principais disfunções sexuais femininas - Entretenimento

Versão mobile

 
 

Falando de Sexo17/01/2021 | 16h08Atualizada em 08/02/2021 | 12h55

As principais disfunções sexuais femininas

A disfunção ocorre quando uma dificuldade sexual causa estresse, angústia ou incômodo

As principais disfunções sexuais femininas Reprodução/Reprodução
Foto: Reprodução / Reprodução
Andrea Alves e Lucia Pesca

Várias são as dúvidas que chegam sobre os principais incômodos que afligem as mulheres quando a questão é sexualidade. Então, vamos falar sobre as três disfunções sexuais femininas mais recorrentes.

A disfunção ocorre quando uma dificuldade sexual causa estresse, angústia ou incômodo. Além disso, o problema deve estar persistindo há, pelo menos, seis meses. 

As causas podem ser biológicas ou psicológicas. Ao abordar esse tema, a intenção é auxiliar as mulheres que sofrem de alguma disfunção, incentivando-as a buscarem a ajuda de profissionais especializados no assunto, como médicos ginecologistas, psiquiatras e psicólogos. 

Falta de desejo – A diminuição ou ausência de libido é um dos principais motivos que levam mulheres a buscar ajuda. As causas podem ser psíquicas, como estresse, depressão e experiências negativas relacionadas ao sexo. Medicamentos também podem afetar o desejo. Entre eles, estão os antidepressivos.

Leia outras colunas

Dificuldade de ter orgasmo – A falta de orgasmo durante a relação é uma das disfunções que mais incomodam. O estresse, por exemplo, pode dificultar que a mulher se mantenha focada na hora do sexo. O clímax também fica cada vez mais distante quando há mitos e preconceitos sexuais envolvidos na hora H.

Dor e desconforto – Essas sensações desagradáveis podem significar a presença de três problemas: vaginismo, dispareunia ou transtorno da excitação sexual. A dispareunia está relacionada a fatores orgânicos: o médico deve ser informado para dar seguimento a exames que verifiquem a presença de doenças (como endometriose, hérnias genitais ou tumores). Já o vaginismo indica que há uma contratura involuntária da vagina, o que torna dolorosa a penetração. O transtorno da excitação sexual pode ocorrer por fatores físicos, orgânicos ou psicológicos: o corpo não libera substâncias vasodilatadoras, responsáveis por permitir a lubrificação da vagina. 

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros