Felipe Neto pede R$ 50 mil em processo contra pesquisadora que o chamou de pedófilo - Entretenimento

Versão mobile

 
 

Tramita no Rio de Janeiro21/02/2021 | 12h35Atualizada em 21/02/2021 | 12h35

Felipe Neto pede R$ 50 mil em processo contra pesquisadora que o chamou de pedófilo

Valor foi justificado na ação pelo alto grau de escolaridade da ré

Felipe Neto pede R$ 50 mil em processo contra pesquisadora que o chamou de pedófilo Reprodução/Instagram
Foto: Reprodução / Instagram
GZH
GZH

O youtuber Felipe Neto apresentou ao Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro um processo contra a farmacóloga Maria Carla Petrellis. Ele pede uma indenização de R$ 50 mil por ter sido chamado pela pesquisadora de "macaco, pedófilo e criminoso".

O valor solicitado por Neto é justificado, na ação indenizatória, pelo grau de escolaridade da ré, que "comprova seu grau de conhecimento e consciência quanto ao ilícito praticado". A ação indenizatória já consta no site do TJ-RJ. De acordo com a Folha de S. Paulo, é aguardada a autuação na 6º Vara Cível Regional da Barra da Tijuca.

A pesquisadora também responde a outro processo por danos morais, este movido por Caetano Veloso. Em 2018, ela chamou o cantor de "macaco pedófilo". Para "embasar" seu posicionamento, ela publicou, junto à mensagem, um print de uma reportagem em que Paula Lavigne confirmava ter perdido a virgindade aos 13 anos com Caetano, na época com 40 anos.

Ainda não é assinante? Assine GaúchaZH e tenha acesso ilimitado ao site, aplicativos e jornal digital. Conteúdo de qualidade na palma da sua mão.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros