"The Voice +": confira como foi o segundo dia de Tira-Teima - Entretenimento

Versão mobile

 
 

Reality musical22/02/2021 | 10h16Atualizada em 22/02/2021 | 10h16

"The Voice +": confira como foi o segundo dia de Tira-Teima

Edição da competição musical é voltada para artistas com mais de 60 anos

"The Voice +": confira como foi o segundo dia de Tira-Teima Reprodução / Globo/Globo
Miracy de Barros, Abadia Pires e Geraldo Maia Foto: Reprodução / Globo / Globo
GZH
GZH

Doze vozes maduras e poderosas marcaram a edição do The Voice+ na tarde deste domingo (21). Na segunda rodada da fase Tira-Teima, três participantes de cada time cantaram, e os técnicos precisaram escolher duas vozes para continuar no reality show. 

Da seleção de Claudia Leite, Ceiça Moreno foi a primeira a subir no palco, com sua inseparável sanfona.  A cantora pernambucana de 74 anos cantou "Bate Coração", sucesso na voz de Elba Ramalho. 

Já Evinha do Forró, de Piracicaba (SP), escolheu o sucesso "Frevo Mulher", composição de Zé Ramalho, e Zeni Ramos, "Luz do Sol", de Caetano Veloso. A cantora de 67 anos de Salvador, Bahia, ganhou muito elogios dos técnicos, como grafou o GShow

— Zeni foi luz do sol, sim. Ficou muito nervosa, mas é impressionante a afinação, a classe — comentou Claudia Leite. 

Ao fim da rodada, a técnica salvou Ceiça Moreno e Zeni Ramos. Evinha do Forró deixou o programa.

Já no time de Mumuzinho, Angela Máximo, 63 anos, de São Paulo, cantou “Verde” no Tira-Teima e foi elogiada pelo cantor Daniel.

— A Angela tem uma interpretação que é algo inacreditável. Queria ser um cantor assim, que coisa linda! — disse o sertanejo. 

Fã de Maria Bethânia, Geraldo Maia, de Recife, emocionou ao som de "Mensagem", e caprichou na presença de palco e interpretação — tanto que Ludimilla disse ter se sentido  na Broadway. E Nana Barcelos, cantora de 70 anos da cidade fluminense de Piraí, interpretou “O Barquinho”, composição de Roberto Menescal e Ronaldo Bôscoli. 

Mas a apresentação não agradou a ponto de classificá-la à próxima etapa: Mumuzinho escolheu Angela Máximo e Geraldo Maia. 

No Time Daniel, Abadia Pires, 68 anos, apostou em um sucesso do sertanejo:  a cantora de Uberlândia, Minas Gerais, fez sua interpretação de "Infiel", hit de Marília Mendonça.

Já Carlos Miziara, cantor carioca de 73 anos, escolheu a canção "Pra Você", de Silvio Cesar, e  José Mariano, natural de São Bernardo do Campo, em São Paulo, arrasou ao som de "Lilás", de Djavan.

— Deixou tudo lilás aqui! Que figura, essa coisa física é muito aparente no seu cantar — salientou Daniel, que salvou José Maiano e Abadia Pires.

O último time a se apresentar na tarde foi o de Ludimilla. Mamá Motta, cantor de Petrópolis (RJ), fez sua interpretação de "Casa No Campo", canção eternizada na voz de Elis Regina, enquanto Tia Elza, de Divinópolis, Minas Gerais, escolheu Alcione para sua apresentação: foi de "Garoto Maroto".

Mas quem encheu os olhos dos apresentadores de lágrimas foi Miracy de Barros. A cantora carioca apresentou "Resposta Ao Tempo", canção de Aldir Blanc e Cristovão Bastos que fez sucesso na voz de Nana Caymmi. 

Ela corrigiu a idade anunciada pela produção, ressaltando, orgulhosa, que fez 83 anos em janeiro.

— Emocionante! Miracy, parabéns! Parabéns pelos 83 anos! — celebrou Daniel.

Ludmilla salvou Mamá Motta e Miracy de Barros. Tia Elza deixou o programa.


 
 
 
 
 
 

Mais sobre

 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros