Vida sexual ativa pode aumentar o bem-estar dos idosos  - Entretenimento

Versão mobile

 
 

Falando  de  Sexo07/03/2021 | 12h47Atualizada em 07/03/2021 | 12h47

Vida sexual ativa pode aumentar o bem-estar dos idosos 

Atividade sexual frequente não tem idade

Vida sexual ativa pode aumentar o bem-estar dos idosos  Reprodução / Reprodução/Reprodução
Foto: Reprodução / Reprodução / Reprodução
Andrea Alves e Lucia Pesca

Gurias, outro dia, fiquei chocada. Estava conversando com a minha avó, de 80 anos, e ela disse que ainda transa. E que, por isso, ela tem uma vida mais feliz! Seria possível isso ser verdade?

Claro que sim!!! Enquanto estivermos vivos, podemos estar ativos sexualmente! A atividade sexual frequente pode significar uma vida mais agradável para os idosos.

Tanto homens quanto mulheres que relataram algum tipo de atividade sexual no ano anterior indicaram maior felicidade do que pessoas que não o fizeram. O sexo faz sentir-se emocionalmente próximo do parceiro, dando uma perspectiva mais positiva. A conexão e a intimidade são importantes em todas as fases da vida. 

Alguns estudos nos mostraram que, entre os  sexualmente ativos, relações sexuais frequentes, bem como beijos e carícias estavam associadas a uma maior alegria de viver – o que vale para ambos os sexos. Já a masturbação não estava associada a um maior prazer de vida para nenhum dos sexos. 

Leia outras colunas

Saudável

Os adultos mais velhos não são assexuados. Uma vida sexual frequente e sem problemas nesta população está relacionada a um melhor bem-estar. 

Cada pessoa tem sua própria história, do que busca na vida e o que a faz feliz. Um ponto-chave é que, quanto mais saudável uma pessoa é, mais provável é que ela busque relacionamentos gratificantes, inclusive sexuais. A sexualidade é diferente para cada indivíduo e pode variar ao longo da vida para melhor ou para pior, dependendo das circunstâncias.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros