10 inesquecíveis figuras maternais da telinha - Entretenimento

Versão mobile

 
 

Mãe só tem uma...ou não08/05/2021 | 07h00Atualizada em 08/05/2021 | 07h00

10 inesquecíveis figuras maternais da telinha

Alguns personagens, com ou seu elo sanguíneo, enlaçam quem estiver por perto com amor

10 inesquecíveis figuras maternais da telinha A Vida da Gente / TV Globo/Divulgação/TV Globo/Divulgação
Abraço de mãe cura tudo Foto: A Vida da Gente / TV Globo/Divulgação / TV Globo/Divulgação

Há muitas figuras que podem assumir um lugar maternal nas nossas vidas. Afinal, quanto mais carinho, mimos e cuidados, melhor. Para celebrar o Dia das Mães, neste domingo, Retratos da Fama destaca algumas personagens da teledramaturgia que representam a maternidade em sua essência e enlaçam quem estiver por perto com tanto amor quanto uma genitora.

A todas as mães, tias, avós, madrinhas, vizinhas, amigas, mães de pets, feliz Dia das Mães!

Braços abertos e coração gigante

salve-se quem puder, Ermelinda (Grace Gianoukas) conforta Luna/Fiona   (Juliana Paiva)<!-- NICAID(14776300) -->
Tudo fica mais leve ao lado de ErmelindaFoto: Camilla Maia / TV Globo/Divulgação

Em Salve-se Quem Puder, Ermelinda (Grace Gianoukas) é a mamãe superprotetora de Zezinho (João Baldasserini). 

Mas, ao participar do Programa de Proteção à Testemunha, acolhendo três jovens testemunhas de um crime, a fazendeira abriu sua casa e seus braços para as filhas postiças. 

O xodó de dona Ermelinda é Luna (Juliana Paiva), não à toa, uma garota carente de amor maternal, já que foi abandonada ainda na infância por Helena (Flávia Alessandra). Entre conselhos, cafunés e alguns puxões de orelha, a caipira torna a vida da mexicana um pouco mais leve.


Acolhedora

Lurdes (Regina Casé), Magno (Juliano Cazarré), Érica (Nanda Costa), Camila (Jéssica Ellen), Ryan (Thiago Martins), Danilo (Chay Suede), Sandro (Humberto Carrão) e Brenda (Clara Galinari)<!-- NICAID(14754951) -->
Na casa de Lurdes, sempre cabia mais umFoto: João Cotta / Globo

Responda depressa: quantos filhos tinha Lurdes (Regina Casé) em Amor de Mãe (2019)? Difícil responder a essa questão, já que, além dos rebentos biológicos, a personagem incorporou a sua vida tantos outros. Generosa e disposta a acolher quem precisasse, com o coração e as portas de casa sempre abertos, Lurdes foi mãe de tantos. 

Um dos casos mais marcantes foi o de Sandro (Humberto Carrão), que mesmo após descobrir ser filho biológico de Vitória (Taís Araujo), continuou se sentindo parte da família de Lurdes, tanto que merece destaque na foto de família. Quem acompanhou a trama de Manuela Dias se sentiu um pouco órfão depois do último capítulo. Sendo assim, a resposta para a dúvida lá do início é: milhões. Somos todos filhos de Lurdes.


Tia dedicada

Manu (Marjorie Estiano) e Júlia (Jesuela Moro) em A Vida da Gente.<!-- NICAID(7851382) -->
Manu tomou conta da pequena JúliaFoto: Divulgação / TV Globo

A reprise de A Vida da Gente (2011) é garantia de muita reflexão e lágrimas para os telespectadores. A história é complexa e pode ser vista de vários ângulos. Ana (Fernanda Vasconcellos) oi mãe aos 17 anos, mas pouco conseguiu exercer esse papel, já que logo em seguida sofreu um acidente e ficou em coma. 

Quem assumiu a criação de Júlia (Jesuela Moro) foi Manuela (Marjorie Estiano), incansável nos cuidados e proteção à sobrinha. Anos depois, Ana despertou e deparou com uma nova e dolorosa realidade. Como se inserir na vida da filha, que agora chama a tia de “mamãe”? 

É possível dividir os cuidados com a pequena, sem traumas ou confusões? Ao longo da história, percebemos que pode ser bem complicado. 


Batalhadora

Cristina (Leandra Leal),  Victor (Adriano Alves) , império<!-- NICAID(14776301) -->
Cris é quem segura a onda de todos os familiaresFoto: Ellen Soares / TV Globo/Divulgação

Na novela Império (2014), bem antes de encontrar seu pai e melhorar de vida, Cristina (Leandra Leal) vivia na batalha diária para estudar e sustentar a família. Uma das maiores preocupações da moça era o sobrinho, Victor (Drico Alves), a quem ajudou a criar desde que a mãe do menino, Tuane (Nanda Costa), o abandonou. 

Anos depois, a periguete volta para reconquistá-lo, mas para isso, terá que disputar a guarda com o ex, Elivaldo (Rafael Losso). Com tantas confusões, Victor contou sempre com a tia, o único porto seguro em uma família tão desestruturada.


Adorável perua

A Favorita - Donatela ( Claudia Raia ) e Lara ( Mariana Ximenes )<!-- NICAID(14776302) -->
Afeto por Lara era incondicionalFoto: João Miguel Júnior / TV Globo/Divulgação

Quem viu as primeiras cenas de Donatela (Claudia Raia) em A Favorita (2008) chegou a pensar que era ela a grande vilã da história. Fútil, mandona e espalhafatosa, mas com muito amor para dar a Lara (Mariana Ximenes).

A menina foi acolhida pela ricaça depois que sua mãe biológica, Flora (Patrícia Pillar), cometeu um crime. Após anos na prisão, a loira má tentou conquistar o afeto da filha, mas era tudo parte de um plano macabro. Lara chegou a ficar dividida entre a mulher que a gerou e quem a criou, mas o amor pela mãe adotiva falou mais alto.


Melhor cúmplice do Oriente

" alt="Giovanna Antonelli e Jandira Martini na novela "O Clone".#PÁGINA:15Não veio Fonte: Divulgação Fotógrafo: Não se Aplica"/>
Jade e Zoraide: sempre unidasFoto: Ver Descrição / Ver Descrição

Em O Clone (2001), Jade (Giovanna Antonelli) perdeu a mãe e teve que ir morar com o tio, Ali (Stênio Garcia) no Marrocos. Muçulmana, mas criada no Brasil, não foi fácil para a moça se adaptar aos costumes mais rígidos da nova terra. Ficou ainda pior com o casamento arranjado com Said (Dalton Vigh), um homem que até então nem conhecia. No meio disso tudo, surgiu Lucas (Murilo Benício), um amor proibido. 

A vida da protagonista não foi doce como uma tâmara do deserto, mas ficou menos árida com a ajuda de Zoraide (Jandira Martini). Além de amiga e figura materna de que Jade precisava, a empregada foi cúmplice em várias fugas e mentiras da moça.


Cuidado de sobra

a grande família, dona nenê, marieta severo<!-- NICAID(14776303) -->
Família Silva tinha uma matriarca e tantoFoto: João Miguel Júnior / TV Globo/Divulgação

Para aguentar as confusões de uma família unida e ouriçada, só mesmo o coração de dona Nenê (Marieta Severo). Por quase 15 anos, o Brasil se sentiu parte de A Grande Família, um retrato de milhares de lares da vida real.

Se fossem apenas Bebel (Guta Stresser) e Tuco (Lucio Mauro Filho) que dependessem dos conselhos e broncas dessa mãezona, já seria bem difícil. O problema é que Nenê acabava tomando para si os problemas do genro, Agostinho (Pedro Cardoso) ou de um dos vizinhos, como Beiçola (Marcos Oliveira). A matriarca da família Silva abraçava a todos, levando a sério o ditado "em coração de mãe sempre cabe mais um".


Um doce de vovó

dona benta (nicette bruno) , sítio do pica-pau amarelo<!-- NICAID(14776299) -->
Quem nunca sonhou em ser neto da Dona Benta?Foto: TV Globo / Divulgação

O dia é das mães, mas não poderia faltar essa adorável vovó na nossa lista. Afinal, Dona Benta participa da criação dos netos, Pedrinho e Narizinho, e ainda acolheu com carinho um sabugo de milho e uma boneca que viraram gente. Isso sem contar os personagens mágicos que aparecem no Sítio do Pica-Pau Amarelo, como heróis mitológicos e princesas dos contos de fadas. 

A obra de Monteiro Lobato (1882 – 1948) teve duas adaptações para a televisão. Entre 1977 e 1986, Dona Benta foi interpretada por Zilka Salaberry (1917 – 2005). Na mais recente, de 2001 a 2007, Nicette Bruno (1933 – 2020), Suely Franco e Bete Mendes se revezaram no papel da vovó.

 

Vizinha e confidente

marlene (suely franco), maria da paz (juliana paes), a dona do pedaço<!-- NICAID(14776298) -->
Marlene era o esteio de Maria da PazFoto: TV Globo / Reprodução

Maria da Paz (Juliana Paes) fugiu de sua cidade por conta de uma rixa de família, mas recomeçar a vida não foi nada fácil, em A Dona do Pedaço (2019). A moça não seria nada sem apoio, financeiro e emocional, de Marlene (Suely Franco), que a recebeu em sua casa de braços abertos.

Amiga, conselheira, e até comadre, já que batizou Josiane (Agatha Moreira), Marlene já esperava com o cafezinho pronto sempre que Maria estava em dificuldades. Tal qual uma mãe, ouvia, abraçava, mas também dava broncas ao ver que sua pupila tomava as decisões erradas.


Eterna Dona Hermínia

Dona Hermínia (Paulo Gustavo)<!-- NICAID(14776297) -->
Personagem foi inspirada na mãe do artistaFoto: Victor Pollak / TV Globo/Divulgação

Na semana em que nos despedimos de Paulo Gustavo, morto por complicações da covid-19 na terça-feira passada, a homenagem principal dessa lista vai para Dona Hermínia, a mãe que o país inteiro aprendeu a amar e se identificar. Estamos todos um pouco órfãos, mas o legado da protagonista de Minha Mãe É uma Peça vai muito além dos três filmes e da montagem teatral. Sempre poderemos rever e dar boas risadas com Dona Hermínia, apontando várias semelhanças entre ela e nossas próprias mães, avós, tias. Afinal, o humor é atemporal e imortal.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros