Funk e trap e amor por Tim Maia: conheça Guilherme LK - Entretenimento

Versão mobile

 
 

Estrelas da Periferia22/06/2021 | 11h19Atualizada em 22/06/2021 | 11h19

Funk e trap e amor por Tim Maia: conheça Guilherme LK

Músico da Restinga, investe nos gêneros que fazem seu coração vibrare prepara canção para celebrar o ídolo.

Funk e trap e amor por Tim Maia: conheça Guilherme LK Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal/Arquivo Pessoal
Músico começou a carreira em bandas marciais de colégio Foto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

Nascido e criado na Restinga, zona sul da Capital, Guilherme Augusto Christovam, 25 anos, começou sua história na música participando de bandas marciais na escola. Foi naquele saudoso período, como ele gosta de lembrar, que aprendeu a tocar praticamente todos os instrumentos. 

Por isso, na época, ficou em dúvida sobre qual gênero musical seguiria. Porém, já sentia paixão pelo funk.

- Em 2013, entrei para o gênero profissionalmente, trabalhando como produtor e dono de um canal que, em certa época, era bem importante aqui no Sul. Tínhamos mais de 1 milhão de inscritos - lembra.

Leia outras colunas

Como seu sonho era maior, em 2017, o músico, que hoje usa o nome artístico de Guilherme LK, passou a fazer shows e logo conseguiu mostrar seu trabalho fora do Estado.

- Viajei por, praticamente, todo Rio Grande do Sul, São Paulo e Minas Gerais, como DJ de funk. Em 2019, criei meu próprio estúdio musical, focado mais em rap e trap, criando projetos e começando a cantar - conta.


Inspirações

Já naquela época, Guilherme, que se inspira em nomes bem distintos, como Tim Maia (1942 - 1998), Ray Charles (1930 - 2004) e Filipe Ret, lançou algumas canções com participações de artistas locais, sempre investindo em uma mistura de rap, trap e funk. Entre as músicas, que vão compor um EP que ele deve lançar em outubro, estão Sit for Me, Bag da Louis e Festa na Favela. Esta última foi gravada no Campo da Tuka, zona leste da Capital.

- Como cantor, eu trabalho somente com trap e trapfunk. São estilos que estão crescendo demais no Rio Grande do Sul. Procuro sempre trazer junto outros artistas nas faixas para expandir o público e também mostrar que nós somos bem unidos aqui - afirma o músico.

Além do disco, Guilherme pretende lançar uma faixa em homenagem ao artista que ele considera sua maior inspiração: Tim Maia, com a canção que se chamará Saudade.

- Ainda estamos em processo de gravação. Na minha opinião, ele é o rei da nossa música. Minha maior inspiração, um cara de outra categoria - finaliza. 

Pitaco

Diego Garcia, produtor musical, fala sobre o trabalho de Guilherme.

- Um dos maiores produtores do Rio Grande do Sul, se aventura no trap, acerta na levada e no estilo. Estamos diante de um artista com talento nato!

Mostre seu trabalho aqui

- Para participar da seção, mande um pequeno histórico da sua banda, dupla ou do seu trabalho solo, músicas e vídeos e um telefone de contato para jose.barros@diariogaucho.com.br.

- Para falar com o músico, ligue para 98283-8108.




 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros