Rap na origem e mescla até com dança do ventre: conheça o DJ Canini  - Entretenimento

Versão mobile

 
 

Estrelas da Periferia01/06/2021 | 10h02Atualizada em 01/06/2021 | 10h04

Rap na origem e mescla até com dança do ventre: conheça o DJ Canini 

Artista propõe fusão de culturas em seu trabalho e, atualmente, produz álbum solo instrumental, que deve ser lançado neste ano.

Rap na origem e mescla até com dança do ventre: conheça o DJ Canini  Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal/Arquivo Pessoal
Canini começou a ouvir rap nos anos 1990 Foto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

Morador do bairro Floresta, zona norte da Capital, Gustavo Canini, conhecido como DJ Canini, foi testemunha da época em que o rap começava a despertar curiosidade nos jovens gaúchos, influenciados, principalmente, pela banda Da Guedes,  ícones do gênero no Rio Grande do Sul.

Entre os anos 1990 e 2000, passou a ouvir rap local e a absorver inspiração de fontes nacionais.

- Com 17 anos, fui ao show do PMC e DJ Deco (dupla de rappers mineiros que ficou conhecida nos anos 1990). Ali, foi a primeira vez em que vi, ao vivo, um DJ fazer scratches (modificações no som)! Com 18 anos, tive a oportunidade comprar um par de MK2 (marca de toca-discos usada por grandes nomes do gênero) - lembra. 

Ainda nos anos 2000, participou das famosas oficinas de rap do DJ Deeley, da Da Guedes, que lhe deram ainda mais conhecimento para seguir no gênero. Logo em seguida, integrou grupos, como Intuição de Rua e Família Sarará, e, mais recentemente, fez participação especial na canção Social Distancing, da cantora Masia One, de Singapura.

Conheça outras histórias da seção

Inovador

Neste ano, ao produzir seu álbum solo instrumental, repleto de batidas e colagens, Canini decidiu fazer uma fusão entre culturas diferentes, como a do hip hop e a da dança do ventre. 

Para tanto, chamou a bailarina canoense Mylene Silva, que já dançou nas principais companhias gaúchas e algumas cariocas, para gravar o clipe da canção Arabic Storm, que integrará o disco e está disponível no YouTube. 

- Sempre me interessei bastante por cultura, história dos povos e acho muito interessante a dança do ventre. Sempre tive a ideia de fazer uma fusão de culturas, do scratch com a dança do ventre - explica.

Quando a música estava quase pronta, ele começou a garimpar, nas redes sociais dos principais grupos e escolas gaúchas, a parceira ideal para o projeto.

- Após uma seleta peneira, cheguei na Mylene, que é uma profissional da dança, professora, atleta, praticante e entendedora do assunto há muitos anos. Conversamos, e ela foi muito legal desde o início. Expliquei o projeto e, quando finalizei a música, encaminhei para a apreciação dela. Ela comprou a ideia, e o resultado ficou muito bom - comemora o DJ. 

O próximo projeto de Canini é um novo EP, que está em processo de gravação. 


Pitaco 

Adriano Brasil, produtor artístico, fala sobre o som do DJ:

- Inovador o som dele, de muita qualidade. E Faz muito bem em mesclar, convidar a bailarina para o seu clipe. Parabéns!


Aqui, o espaço é todo seu

- Para falar com o DJ, ligue para 99982-2701.

- Para participar da seção, mande um pequeno histórico da sua banda, dupla ou do seu trabalho solo, músicas e vídeos e um telefone de contato para jose.barros@diariogaucho.com.br.




 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros