Livre de rótulos: conheça a moda agênero - Entretenimento

Versão mobile

 
 

92 Mais Mulher22/07/2021 | 09h48Atualizada em 22/07/2021 | 09h48

Livre de rótulos: conheça a moda agênero

Peças que podem ser usadas por homens e mulheres ganham espaço

Livre de rótulos: conheça a moda agênero Instagram / Reprodução/Reprodução
Deborah, Thelma e Lucy já aderiram à tendência Foto: Instagram / Reprodução / Reprodução

Já ouviu falar em moda agênero? É um estilo livre de rótulos, que vem conquistando cada vez mais espaço por contemplar peças que podem ser usadas tanto por homens quanto por mulheres.

Destaco aqui algumas roupas que funcionam de forma unissex: camisetas, camisas, blazeres, jaquetas e casacos de moletom. Isso comprova que a moda pode ser muito mais plural do que as divisões entre masculino e feminino nos fazem crer. Confira!

Em evidência

Para Karine Pereira, professora do curso de Moda do Senac Santa Maria, "cada dia que passa, é mais comum chegarmos nas lojas, principalmente mundo afora, e depararmos com departamentos inteiros de moda sem gênero".

A camisa listrada de Deborah é um exemplo clássico de peça neutraFoto: Reprodução / Instagram

– É uma tendência que, assim como tudo, surgiu de um comportamento, de uma necessidade, de uma manifestação. E já está se incorporando à vida das pessoas – avalia.

Resistência

Apesar de o movimento estar ganhando força, há certa resistência para que ele se torne popular.

– Falta ainda aceitação, principalmente dos mais conservadores, mais tradicionais, daqueles que ainda preferem acreditar que rosa é cor de menina e azul é cor de menino – explica Karine.

Casaco de moletom: Thelma aposta em item agêneroFoto: Reprodução / Instagram

Liberdade de escolha

É importante lembrar que a moda vai além do visual: é expressão, uma forma de  comunicar algo, pois possibilita transmitir uma mensagem mesmo sem a emissão de uma única palavra. A professora Karine acredita que as peças sem gênero são direcionadas para o público que busca a liberdade de escolha:

– Há um propósito em comum. O novo consumidor, que não se define mais apenas por gerações, está em grupos com estilos de vida diferentes, com hábitos comuns. Constrói uma identidade que, ao mesmo tempo, é fiel em relação a uma determinada marca, mas que não teme experimentar novas oportunidades oferecidas pelo mercado.

Ousadia

Karine ressalta que a liberdade de escolha deve vir em primeiro lugar.

– Trata-se de construir uma roupa que foi feita para pessoas, não para um homem ou para uma mulher. É ser livre para usar o que quiser, para ousar sem rótulos – declara a professora.

Que tal? O blazer de Lucy pode ser usado por homens e mulheresFoto: Reprodução / Instagram

Nas fotos selecionadas aqui na coluna, você confere a atriz Deborah Secco vestindo uma camisa que pode ser facilmente usada por qualquer pessoa. Lucy Ramos, atriz que está no ar no Super Dança dos Famosos, da Globo, surge belíssima em um blazer de modelagem ampla. Já Thelma Assis, apresentadora do É de Casa, também da Globo, e campeã do BBB 20, aposta em um moletom colorido e agênero.

 


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros