Rap gaúcho tipo exportação: conheça MC Zonézio - Entretenimento

Versão mobile

 
 

Estrelas da Periferia13/07/2021 | 10h17Atualizada em 13/07/2021 | 10h19

Rap gaúcho tipo exportação: conheça MC Zonézio

Autor de dois discos, o músico,de Alvorada, deixou sua marca na Argentina. Nesta quarta (14), lança clipe no YouTube.

Rap gaúcho tipo exportação: conheça MC Zonézio Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal/Arquivo Pessoal
Rapper já passou pela Argentina Foto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

Morador de Alvorada, Rodolfo Idiarte ingressou na cena do rap em 2005, atuando em eventos comunitários na cidade. Em função de seu empenho no meio artístico, com o passar dos anos, o músico - conhecido como MC Zonézio ou Zone - obteve reconhecimento internacional. 

- Comecei a escrever em 2004 e, em 2005, passei a fazer minhas próprias canções instrumentais. Naquele ano, também fiz a minha primeira apresentação. Mas o meu contato com a cultura hip hop começou antes disso, em 2002, por meio do grafite - lembra o MC, 33 anos. 

Aos poucos, foi investindo na carreira, passando por percalços típicos de artistas de periferia até que, em 2018, conseguiu lançar seu primeiro disco solo, batizado de Do Meu Jeito. 

Parcerias

No ano seguinte, porém, aconteceu algo inusitado que mudaria sua carreira. Em 2019, conseguiu levar seu som para Buenos Aires, capital da Argentina, tocando em locais como Casa Rock Palermo, Makena e High Sessions.

- Foi um período massa. Quando eu estava no Uruguai, conheci um argentino. Ele estava com um violão e me perguntou onde poderia tocar para arrecadar um dinheiro para um rolê. Aí, falei que também fazia um som, e acabamos fazendo amizade. Depois disso, ele me falou que, se eu fosse para a Argentina, teria alguns lugares que eu conseguiria me apresentar, pois ele trabalhava em Buenos Aires como promotor de eventos - conta. 

No mesmo período, fez parcerias com artistas sul-americanos, como o argentino NBK e o uruguaio Deesaenz.

- Além de tocar nesses lugares sensacionais, participei de um show com outros artistas no evento África Mamá Jams (na Argentina). Foi demais - recorda. 

Em junho, lançou seu segundo disco solo, Inverdades, com participação do DJ Bira, de Lajeado, com letras e instrumentais feitos pelo próprio Zonézio. 

- Ele foi todo escrito entre 2019 e 2020. O conceito do disco é baseado nos tempos nos quais vivemos, de incertezas, dúvidas no que acreditar, qual lado seguir, tempos de fake news. Por isso, o nome dele é Inverdades - explica.

O clipe da principal faixa do álbum, que também se chama Inverdades, será lançado amanhã no canal do artista no YouTube. 

Pitaco

Adriano Brasil, produtor artístico, aposta no sucesso de MC Zonézio:

- Ele faz um grande trabalho, rap de muita qualidade, letras consistentes. Certamente, será um nome de destaque nos próximos anos.

Aqui, o espaço é todo seu

- Para participar da seção, mande um pequeno histórico da sua banda, dupla ou do seu trabalho solo, músicas e vídeos e um telefone de contato para jose.barros@diariogaucho.com.br.

- Para falar com o rapper, ligue para 99212-7163



 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros