Amigos de MC Kevin prestam novos depoimentos e contrariam versão apresentada por modelo - Entretenimento

Versão mobile

 
 

Em investigação17/08/2021 | 08h50Atualizada em 17/08/2021 | 08h50

Amigos de MC Kevin prestam novos depoimentos e contrariam versão apresentada por modelo

Victor Elias Fontenelle, o MC VK, e Jhonatas Augusto Cruz negam que tenham discutido com o funkeiro, conforme apontado por Bianca Dominguez em recente declaração à polícia

Amigos de MC Kevin prestam novos depoimentos e contrariam versão apresentada por modelo Kevin Nascimento Bueno / Instagram,Reprodução/Instagram,Reprodução
MC Kevin morreu na noite de 16 de maio de 2021, após sofrer uma queda de aproximadamente 18 metros Foto: Kevin Nascimento Bueno / Instagram,Reprodução / Instagram,Reprodução
GZH
GZH

Victor Elias Fontenelle, o MC VK, e Jhonatas Augusto Cruz, amigos do funkeiro MC Kevin que estavam com ele no dia de sua morte, prestaram novos depoimentos sobre o caso à Polícia Civil do Rio de Janeiro. As declarações foram coletadas após a modelo fitness Bianca Dominguez ter mudado seu depoimento junto à polícia. As informações são do jornal O Globo.

Bianca teria sido contratada para manter relações sexuais com Kevin e VK no quarto 502 do hotel, tendo presenciado o momento da queda do cantor. Em seu mais recente relato às autoridades, ela disse que amigos do funkeiro foram até o quarto para avisá-lo de que sua esposa, Deolane Bezerra, que também estava hospedada no hotel, estaria procurando por ele  —  na primeira versão, a modelo havia negado o ocorrido.  

Agora, Bianca também teria citado um desentendimento "acalorado com gestos bruscos" entre os amigos. Jhonathas e MC VK, contudo, negaram a nova versão da modelo, reafirmando que não houve brincadeiras ou insinuações de que Deolane estivesse se dirigindo até o quarto em que estavam, tampouco discussões. 

Reconstrução dos fatos

Os depoimentos de Jhonatas e VK foram obtidos e divulgados pelo jornal O Globo. Segundo os relatos dos dois amigos, eles estavam com Kevin em um quiosque na altura do Posto 7 da Barra da Tijuca, onde bebiam e faziam uso de maconha. No local, teriam encontrado Bianca, a quem levaram à suíte 502 do hotel após combinarem detalhes de um programa sexual com Kevin e VK.  

No quarto, Bianca já havia iniciado sexo oral em Kevin e VK quando Jhonatas, o terceiro do grupo, entrou no recinto com o intuito de participar do ato  —  conforme revelado por ele em depoimento. Tanto Victor quanto Bianca teriam pedido para que Jhonatas deixasse o quarto, enquanto Kevin teria solicitado que o rapaz lhe trouxesse uma camisinha. 

Jhonathas alegou não se lembrar se efetuou a compra do preservativo ou o recebeu de alguém, mas afirma ter saído do local e depois retornado para entregar a camisinha a Kevin. Nesse momento, ele também teria ido ao banheiro, batido a porta e ligado o chuveiro, pois planejava "insistir para participar do sexo grupal". 

Além disso, ele afirmou ter se deslocado até a varanda e, sem ser percebido pelos demais, se escondido atrás de uma cortina. Kevin, porém, teria notado a presença do amigo e, novamente, pedido que ele se retirasse. Jonathas, então, teria deixado a suíte e retornado ao quiosque na praia, onde outros amigos também estariam.

Segundo ele, um destes amigos foi informado por sua namorada de que Deolane havia acordado e estaria procurando por Kevin no hotel. Outro, por sua vez, teria enviado uma mensagem para VK, que estava no quarto com Kevin, repassando a informação. 

Jhonatas negou, porém, que alguém tenha ido pessoalmente à suíte para alertar o cantor sobre isso, contrariando as novas declarações de Bianca. Ele ainda afirmou à polícia que a modelo "quer mídia" ao apresentar uma nova versão sobre os fatos, já que não tem "engajamento" em suas redes sociais. 

MC VK, também em depoimento, afirmou ter ido ao banheiro da suíte para checar suas mensagens, quando leu o aviso de um dos amigos a respeito da busca de Deolane pelo marido. O rapaz afirmou ter dado o recado para Kevin, que, segundo ele, "não esboçou nenhuma reação".  

Victor também relatou que Kevin, após transar com Bianca, teria a levado até a varanda e dito: "Vem cá, meu bebê. Vou te dar uma amassada". Neste momento, VK alega que foi tomar banho e, ao retornar do banheiro, viu um "vulto" na sacada e, logo depois, o funkeiro caindo. Conforme VK, Bianca não esboçou nenhuma reação, enquanto ele teria descido rapidamente em busca de socorro.

Próximos passos

Com a queda, MC Kevin sofreu 13 fraturas, além de hemorragia na cabeça, perfuração no pulmão e rompimento do fígado. De acordo com o laudo do Instituto Médico Legal (IML), a causa da morte do artista foi traumatismo crânio encefálico provocado por ação contundente. A análise do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE) diz que a queda "teve como causa aparente um acidente", não havendo indícios de "briga" ou "ações violentas".

Com o confronto de depoimentos, o atual responsável pelo inquérito, o delegado titular da 16ª DP do Rio de Janeiro Leandro Gontijo de Siqueira Alves, compara mensagens, fotos e vídeos extraídos dos celulares apreendidos com Victor, Jhonatas e Bianca, a fim de verificar se os conteúdos dos aparelhos convergem com as versões apresentadas pelos três na delegacia. O objetivo é analisar os dados contidos em aplicativos, redes sociais e mídias para esclarecer "aparentes contradições" nos depoimentos e encerrar as investigações.

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros