De Campo Bom para Goiânia: conheça Anderson & Matheus - Entretenimento

Versão mobile

 
 

Estrelas da Periferia31/08/2021 | 10h18Atualizada em 31/08/2021 | 10h18

De Campo Bom para Goiânia: conheça Anderson & Matheus

Dupla chamou a atenção de renomado produtor sertanejo e gravou sua mais recente canção na capital de Goiás

De Campo Bom para Goiânia: conheça Anderson & Matheus Antares Martins / Divulgação/Divulgação
Foto: Antares Martins / Divulgação / Divulgação

Naturais de Campo Bom, no Vale do Sinos, os amigos Anderson França, 29 anos, e Matheus Araújo, 25, sempre tiveram o sonho de formar uma dupla sertaneja. A música corre nas veias de Matheus desde pequeno, pois os pais e tios tocavam violão e sanfona em encontros familiares.

- Meu pai, seu Valdez, tocava violão e me incentivou a me interessar pela música – lembra Matheus.

Já Anderson deu seus primeiros passos na música em um local tradicional para quem começa a cantar: na igreja. Em uma paróquia de seu bairro, ele passou a se interessar pelo canto, porque seu irmão e seu avô já cantavam.

Aos poucos, os amigos foram amadurecendo a vontade de formar uma dupla. Em 2013, começou a história de Anderson & Matheus, mas eles deram início à parceria devagarinho, tocando nos bares da cidade e da Região Metropolitana. 

Passo a passo

Em 2016, já mais estruturados, os sertanejos gravaram sua primeira canção autoral, Zé Rico, cujo clipe foi registrado em Campo Bom.

- Esse passo foi importante para a dupla. Depois da gravação do clipe, começamos a conquistar fãs e conseguimos levar nosso show para todo o Rio Grande do Sul – comenta Matheus.

Dois anos depois, veio a música que deu visibilidade para os artistas: Problema Foi te Conhecer, que já soma mais de 100 mil visualizações no YouTube, número expressivo para músicos locais.  

Em 2019, Anderson & Matheus gravaram seu primeiro EP, batizado de Nossas Canetas, com quatro músicas inéditas e todas autorais. 

- Foi outro momento importante, e conseguimos trabalhar muito bem a canção Pãozinho com Ovo - destaca Matheus.

A chegada da pandemia de coronavírus, em março de 2020, impôs um desafio aos jovens artistas, que estavam começando a notar uma ascensão na carreira. Porém, como seguir trabalhando sem shows? 

Conheça outras histórias de Estrelas da Periferia

- Conseguimos gerar bastante conteúdo nas redes sociais, aumentamos nosso número de seguidores e fizemos boas lives - conta Matheus. 

Esse trabalho rendeu frutos: os gaúchos chamaram a atenção de um dos produtores mais conhecidos do sertanejo no país, Jenner Melo, do estúdio LKS, em Goiânia, local onde nomes como Maiara & Maraisa e Marília Mendonça gravam suas canções.

- Lá, gravamos nossa nova música, Quebrou Eu, em um local sagrado no meio sertanejo. Daqui para a frente, muita coisa vai mudar - finaliza Matheus.

Pitaco:

Adriano Brasil, produtor artístico, fala sobre o trabalho da dupla:

- Músicos que dão orgulho para o meio. Talentosos, batalhadores e investem em músicas autorais, que é o caminho para o sucesso. 

Aqui, o espaço é todo seu:

- Para participar da seção, mande um pequeno histórico da sua banda, dupla ou do seu trabalho solo, músicas, vídeos e um telefone de contato para jose.barros@diariogaucho.com.br.

- Para falar com a dupla, ligue para 99125-1071

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros