Em novo depoimento, viúva de MC Kevin diz que amigos colocaram o funkeiro em "posição de medo irreal" - Entretenimento

Versão mobile

 
 

Caso ainda é investigado05/08/2021 | 11h36Atualizada em 05/08/2021 | 11h36

Em novo depoimento, viúva de MC Kevin diz que amigos colocaram o funkeiro em "posição de medo irreal"

Artista morreu no dia 16 de maio após cair da sacada de um hotel no Rio de Janeiro

Em novo depoimento, viúva de MC Kevin diz que amigos colocaram o funkeiro em "posição de medo irreal" Deolane Bezerra / Reprodução Instagram/Reprodução Instagram
Deolane Bezerra ao lado de MC Kevin Foto: Deolane Bezerra / Reprodução Instagram / Reprodução Instagram
GZH
GZH

A advogada Deolane Bezerra, viúva de MC Kevin, prestou um novo depoimento à Polícia Civil do Rio de Janeiro sobre a morte do marido. Ao delegado Leandro Gontijo de Siqueira Alves, titular da 16ª DP (Barra da Tijuca), ela disse acreditar que os amigos do artista, Victor Elias Fontenelle, o MC VK, e Jhonatas Augusto Cruz, teriam induzido o funkeiro não intencionalmente a cometer suicídio na noite do dia 16 de maio. As informações são do jornal O Globo.

Para Deolane, MC Kevin ficou em uma "posição de medo irreal" pelo risco de ser flagrado traindo a esposa com a modelo Bianca Dominguez. Referindo-se aos amigos como aproveitadores e "sanguessugas", ela sugeriu que eles teriam inventado que ela estaria chegando no quarto para que o funkeiro deixasse o local - a fim de ficarem com a modelo. "(Deolane) Acredita que o que realmente ocorreu tenha sido uma brincadeira de péssimo gosto entre os envolvidos", diz um trecho de documento obtido pelo jornal O Globo.

Por ter ficado inseguro com a possível aparição da esposa, segundo Deolane, MC Kevin, "no quadro de uso de drogas e álcool e de falta de cognição", pode ter tentado se esquivar transpondo as sacadas dos apartamentos 502 e 402, "vindo a perder seu apoio, gritar por socorro e cair". 

Leia mais
MC Kevin sofreu 13 fraturas em queda de hotel, indica laudo do IML
Mãe de MC Kevin espera explicações sobre a morte do filho: "Estou sem chão, sem nada, sem ele"
Briga com a esposa, R$ 2 mil para modelo e possível uso de drogas: o que se sabe sobre a morte de MC Kevin

A alteração no depoimento de Deolane ocorreu após o advogado de Bianca informar que enviaria ao Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) um documento com 115 itens de detalhes da noite da morte do funkeiro.

De acordo com este documento da defesa de Bianca, MC Kevin e MC VK teriam tido uma briga "acalorada com gestos bruscos". Os dois estariam caminhando em direção à varanda quando o desentendimento teria motivado o funkeiro a passar as pernas pelo parapeito, segundo o defensor da modelo.

As investigações seguem em curso e, conforme O Globo, o delegado Leandro Gontijo irá comparar as mensagens, fotos e vídeos extraídos de três celulares apreendidos com as versões apresentadas por Bianca. Em seu primeiro depoimento, a modelo falou que teve relações sexuais com MC Kevin na varanda. Agora, ela alega que o artista estava no cômodo discutindo com MC VK.

Advogados discutem nas redes sociais

Deolane e o advogado de Bianca usaram as redes para discutir a nova versão apresentada sobre a morte do funkeiro. Enquanto o representante da modelo afirma que enviou ao Ministério Público um documento com 115 itens que detalham o episódio, a viúva garantiu que nenhum novo termo de declaração foi protocolado na Polícia Civil ou no MP.

Na saída da 16ª DP, após prestar seu novo depoimento, Deolane publicou stories em seu perfil no Instagram afirmando que “muitas coisas ainda vão ser esclarecidas" e que "não vão brincar com as emoções de quem gostava do Kevin realmente”.

— Agora sim nós vamos começar a investigar direitinho. É um depoimento, são dois depoimentos, é cortina aberta, é cortina fechada, estava na sacada, estava na cama. Sua obrigação com a verdade é com a Justiça — reforçou Deolane, na rede social.

Em resposta em vídeo, o advogado de Bianca afirmou que as declarações de Deolane são "inverídicas" e que o protocolo foi feito na 1ª Promotoria de Investigação Penal Territorial da Zona Sul e Barra da Tijuca. O registro, no entanto, não foi localizado no sistema do órgão. Em nota ao jornal O Globo, o promotor Marcos Kac informou que "ainda não teve acesso a nenhum fio novo ocorrido no âmbito do inquérito policial" que apura o caso.

MC Kevin morreu no dia 16 de maio após sofrer uma queda de uma sacada de um hotel na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. O documento do Instituto Médico-Legal (IML) indica que o funkeiro sofreu 13 fraturas no corpo ao cair de uma altura de aproximadamente 18 metros. Ele também teve hemorragia na cabeça, perfuração no pulmão e rompimento do fígado, além de 10 costelas quebradas. 

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros