Fernanda Montenegro e outros famosos lamentam incêndio na Cinemateca Brasileira: "Toda a nossa cultura das artes sofre um 'cala a boca'" - Entretenimento

Versão mobile

 
 

São Paulo05/08/2021 | 11h12Atualizada em 05/08/2021 | 11h13

Fernanda Montenegro e outros famosos lamentam incêndio na Cinemateca Brasileira: "Toda a nossa cultura das artes sofre um 'cala a boca'"

Chamas atingiram galpão do prédio, em São Paulo, na noite de quinta-feira (29)

Fernanda Montenegro e outros famosos lamentam incêndio na Cinemateca Brasileira: "Toda a nossa cultura das artes sofre um 'cala a boca'" Ronaldo Silva / Futura Press/Estadão Conteúdo/Futura Press/Estadão Conteúdo
No último dia 20 de julho, o Ministério Público de São Paulo havia emitido um documento alertando o governo federal sobre o risco de incêndio na Cinemateca Brasileira Foto: Ronaldo Silva / Futura Press/Estadão Conteúdo / Futura Press/Estadão Conteúdo

Famosos usaram as redes sociais para se manifestar sobre o incêndio que atingiu um galpão da Cinemateca Brasileira na noite desta quinta-feira (29), em São Paulo (SP). A atriz Fernanda Montenegro, de 91 anos, publicou vídeo com um desabafo em seu Instagram e classificou o episódio como uma "tragédia anunciada".

"Toda a nossa cultura das artes sofre um 'cala a boca' neste momento. Mas vamos renascer, tenho certeza, das cinzas vamos renascer. É sagrado o eterno retorno", escreveu a artista na legenda.

Nomes como Paolla Oliveira, Fabio Porchat, Rodrigo Santoro, Leandra Leal e Felipe Neto também compartilharam mensagens lamentando o incidente e cobrando uma atitude do governo federal, que é responsável pela gestão da Cinemateca. O local estava em dia com o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB), que libera o funcionamento, de acordo com a Secretaria de Segurança Pública. No entanto, no último dia 20 de julho, o Ministério Público de São Paulo havia emitido um documento alertando o Planalto sobre o risco de incêndio no local. 

A Polícia Civil já deu início às investigações das causas e eventuais responsabilidades pelas chamas que atingiram o galpão. De acordo com a Secretaria Especial da Cultura, a Polícia Federal também irá apurar o caso.

O mesmo espaço já havia sido atingido por uma enchente em 2020. Até o momento, ainda não foi contabilizada a quantidade de filmes perdida, já que a parte que foi atingida pelo fogo é dividida entre três salas. Uma delas é formada por um acervo de filmes entre 1920 e 1940 e em uma outra fica o arquivo impresso. 

Confira algumas das manifestações:

Em uma série de posts no Twitter, a atriz Paolla Oliveira criticou o descaso com a Cinemateca e finalizou com uma mensagem de esperança:

Também no Twitter, a atriz Leanda Leal lembrou que funcionários da Cinemateca já haviam alertado para o risco de incêndio no local:

O youtuber Felipe Neto postou uma mensagem direcionada ao secretário Especial da Cultura do governo federal, o ator Mario Frias:

O humorista e apresentador Fabio Porchat classificou o episódio como um "projeto em andamento":

O ator Rodrigo Santoro também lamentou o episódio em seu Instagram:



 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros