Uma retomada da paixão: conheça o grupo Garotos Campeiros - Entretenimento

Versão mobile

 
 

Estrelas da Periferia24/08/2021 | 10h44Atualizada em 24/08/2021 | 10h44

Uma retomada da paixão: conheça o grupo Garotos Campeiros

Grupo, que surgiu há mais de 20 anos, acabou se separando e, agora, tenta retomar a carreira. Retorno será em live beneficente.

Uma retomada da paixão: conheça o grupo Garotos Campeiros Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal/Arquivo Pessoal
Live especial acontece neste final de semana Foto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

Formado em 1999, o grupo Garotos Campeiros surgiu do sonho dos integrantes de ter um grupo de músicas gaúchas e "tocar bailes" pelo Rio Grande do Sul afora. Naquela época, os integrantes moravam no bairro São José, zona leste da Capital, frequentavam CTGs e começaram a seguir o caminho normal de diversos grupos. Começaram a tocar em bailes, lançaram canções próprias, como Flor Litorânea, Fim de Semana e Tenho Medo até que, em 2004, por compromissos paralelos, a banda acabou se separando. 

- Sempre tivemos o sonho de viver de música com o grupo, mas sabíamos das dificuldades. E, devido às circunstâncias da vida, não foi possível - lembra Alessandro, que toca contrabaixo no grupo. 

Com o passar dos anos, os amigos se reuniam de vez em quando e alimentavam a vontade de volta a tocar. Curiosamente, a pandemia de coronavírus, que tantos prejuízos trouxe para o meio cultural, acabou, de certa maneira, dando um empurrão para que os músicos tentassem um recomeço.

- Com as coisas meio paradas, tivemos tempo para pensar nesse reencontro. Com o tempo, cada um seguiu seu rumo, uns foram tocar em outros grupos ou até montaram duas próprias bandas - explica Alessandro.

Conheça outras histórias de Estrelas da Periferia

Volta às origens

Para a volta, o cenário escolhido não poderia ser outro que não o bairro onde o grupo começou _ hoje, os integrantes do grupo moram em Alvorada e em outros bairros da Capital. Neste sábado, o Garotos Campeiros marcará seu retorno com uma live especial, que será beneficente, em prol da ong Coletivo Morro da Cruz. O show acontecerá no Piquete Cavalo Tostado e terá transmissão pelo YouTube da rádio Ecos do Galpão. 

- Achamos que esse formato de live é muito legal e várias tem um viés social. E, como o grupo nasceu no bairro São José, nada mais justo que a gente ajudasse uma instituição de lá. Tudo que for arrecadado, em alimentos ou dinheiro, será destinado para a ong - comenta Alessandro. 

Ainda integram o grupo Diego (guitarra), Alessandro (contrabaixo), Marcelo (acordeão), Paulinho (vocal), Wyllian (bateria) e Wesley (percussão). 

Pitaco 

Fernando, do Alma Gaudéria, fala sobre o trabalho do grupo:

- É excelente que eles estejam tentando voltar, a música nativista precisa de renovação, sempre. E o som deles é de muita qualidade. 

- Para participar da seção, mande um pequeno histórico da sua banda, dupla ou do seu trabalho solo, músicas e vídeos e um telefone de contato para jose.barros@diariogaucho.com.br.

- Para falar com o grupo, ligue para 99338-3484.




 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros