Masturbação feminina: menos tabu, mais prazer - Entretenimento

Versão mobile

 
 

Falando de Sexo22/09/2021 | 14h47Atualizada em 22/09/2021 | 14h47

Masturbação feminina: menos tabu, mais prazer

É por meio dessa prática que a mulher aprende a chegar ao orgasmo

Masturbação feminina: menos tabu, mais prazer Reprodução / Reprodução/Reprodução
Foto: Reprodução / Reprodução / Reprodução
Andrea Alves e Lucia Pesca

Por que as mulheres sentem tanta dificuldade em se masturbar?

Segundo pesquisas recentes, 40% das mulheres brasileiras nunca se masturbaram. Já entre os homens, o percentual é 10 vezes menor. A explicação para esse abismo entre elas e eles está baseada em dois pilares: o anatômico e o cultural. 

Por ter o seu órgão sexual exposto, o homem está em contato frequente com o próprio pênis, o que não acontece com a mulher. Homens também são incentivados, durante a infância e a adolescência, a se tocarem, enquanto as mulheres são ensinadas a não manifestarem desejos sexuais, por causa da cultura machista.

A masturbação feminina ainda é tabu, ou seja, muitas pessoas encaram o assunto como algo estranho ou até mesmo errado. Porém, é normal a mulher buscar prazer acariciando o próprio corpo. É por meio dessa prática que ela aprende a chegar ao orgasmo. 

Como fazer? Escolha um lugar tranquilo e apropriado, para que você possa ficar sozinha e sem medo de ser interrompida. Conheça o seu corpo. Pegue um espelho e olhe a sua região genital, toque-se. Um grande aliado do prazer é o clitóris, protuberância mais sensível que fica no interior da vagina. 

Leia outras colunas

Dedicação

Muitas mulheres já nos disseram que tentaram se masturbar e não sentiram prazer. É preciso que a excitação esteja presente no momento. Para isso, é necessário dedicar tempo ao ato.

Como tudo na vida, é com a prática que chegamos à excelência, não à perfeição, pois ela não existe! Cuidado com a idealização, pois pode levar à frustração.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros