Sexo na terceira idade: como funciona? - Entretenimento

Versão mobile

 
 

Falando de Sexo30/09/2021 | 15h19Atualizada em 01/10/2021 | 08h00

Sexo na terceira idade: como funciona?

A pessoa idosa aprende que o sexo passa a não ser mais tão genital e começa a valorizar outras formas de prazer

Sexo na terceira idade: como funciona? Reprodução / Reprodução/Reprodução
Foto: Reprodução / Reprodução / Reprodução
Andrea Alves e Lucia Pesca

Há alguns meses, fui morar com os meus avós. Ele tem 77 anos, ela, 70. Em uma tarde, cheguei em casa e ouvi barulhos estranhos vindos do quarto: eles estavam transando. Pensava que não faziam mais isso. É normal?

Este é um bom tema para hoje, data em que celebramos o Dia Internacional dos Direitos da Pessoa Idosa. Sim, seus avós podem e devem manter uma vida ativa sexualmente.

Querida leitora, aprenda com eles a combater o tabu sociocultural, o qual prega que pessoas idosas não têm vida sexual. Idosos podem ter uma rotina erótica ativa, não há por que sentirem vergonha ou acharem que a prática é ousada demais ou incompatível com a idade.

Mesmo alguns possíveis problemas físicos, que ocorrem na terceira idade, podem ser minimizados quando as pessoas gostam do estímulo que o prazer sexual lhes proporciona.

Leia outras colunas

Sabedoria

A pessoa idosa aprende que o sexo passa a não ser mais tão genital e começa a valorizar outras formas de prazer. Aprendizado esse que, se fosse desenvolvido em todas as faixas etárias, traria mais orgasmos e menos disfunções sexuais.

A parada da atividade sexual deteriora o organismo, já a retomada leva a pessoa a ficar melhor em todos aspectos. O sexo, do ponto de vista neurocerebral, faz bem para o corpo inteiro. O orgasmo causa uma descarga de endorfina, que causa efeito calmante e ainda é um potente analgésico, diminuindo até eventuais dores no corpo do idoso. 

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros