Luisa Mell pede medida protetiva de urgência contra o ex-marido, afirma site - Entretenimento

Versão mobile

 
 

Distância de 500 metros08/10/2021 | 08h01Atualizada em 08/10/2021 | 08h01

Luisa Mell pede medida protetiva de urgência contra o ex-marido, afirma site

Documento baseado na Lei Maria da Penha aponta violência doméstica como motivo para a ação

Luisa Mell pede medida protetiva de urgência contra o ex-marido, afirma site @luisamell Instagram / Reprodução/Reprodução
Pedido não confirma relação com caso de lipoaspiração sem autorização Foto: @luisamell Instagram / Reprodução / Reprodução
GZH
GZH

A ativista da causa animal Luisa Mell, 42 anos, entrou com um pedido de medida protetiva de emergência contra o ex-marido, Gilberto Zaborowsky. Segudo o Uol, que teve acesso ao processo que tramita em segredo no Tribunal de Justiça de São Paulo, a apresentadora pede, entre outras exigências, que ele seja proibido de entrar em locais frequentados por ela e que mantenha uma distância mínima de 500 metros. 

A separação dos dois se deu em julho de 2020, após uma década de casados. Agora, o documento baseado na Lei Maria da Penha aponta violência doméstica como motivo para a ação. Entretanto, o crime não foi detalhado.

No pedido de medida protetiva, Luisa também solicita que o empresário não possa entrar em contato com ela ou movimentar bens que pertenciam ao casal antes de se divorciarem.

Em julho, Luisa afirmou ter passado por uma lipoaspiração nas axilas sem a sua autorização, em dezembro do ano passado. Entretanto, o pedido de medida protetiva não confirma uma relação com este caso.

Na ocasião da lipoaspiração, a apresentadora estava sedada para passar por outro procedimento médico. Ao acordar, relata ter descoberto que o médico havia feito outra intervenção sem a sua autorização. 

— Sofri uma violência médica e não consigo superar. Em dezembro do ano passado, meu dermatologista me falou sobre um laser novo. Ele disse: "Você não gosta de colocar nada para não ficar artificial, esse é perfeito para você. Faço aqui no consultório mesmo, mas chamo um anestesista por segurança" — contou ela em julho.

Ainda não é assinante? Assine GaúchaZH e tenha acesso ilimitado ao site, aplicativos e jornal digital. Conteúdo de qualidade na palma da sua mão.


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros