Rapper de Pelotas investe na formação acadêmica e planeja voltar aos palcos - Entretenimento

Versão mobile

 
 

Estrelas da Periferia12/10/2021 | 14h33Atualizada em 12/10/2021 | 14h45

Rapper de Pelotas investe na formação acadêmica e planeja voltar aos palcos

Jay Djin sonha com a volta das atividades artísticas

Rapper de Pelotas investe na formação acadêmica e planeja voltar aos palcos Arteiro Publicidade Digital / Divulgação/Divulgação
Cantora quer soltar a voz Brasil afora Foto: Arteiro Publicidade Digital / Divulgação / Divulgação

Utilizar a música como ferramenta de mudança do senso comum. Esse é o objetivo da artista Jenis Roberta Ferreira de Azevedo, conhecida na cena musical como Jay Djin. Ao adotar essa versão mais empoderada e forte do rap, a guria de Pelotas, nascida em Canguçu, pretende transcender as fronteiras do Estado e levar seu som a outras paragens.

Na bagagem, além do sonho de se firmar na carreira, ela carrega referências potentes, como Elza Soares e Alcione.

– Admiro muito todas as artistas da dita “velha escola”. Foram essas mulheres que abriram caminho no meio artístico para que gurias da minha idade possam ter voz e vez atualmente – conta.

No rap, Jay destaca vozes femininas impactantes, como Nega Gizza, Dina Di e Kamila CDD. Na esteira de tantas referências, Jay agora sonha com a retomada de eventos, seguindo os protocolos sanitários, é claro.

– Quero muito estar nos palcos logo trazendo alegria e minha mensagem para nosso povo, que tanto tem sofrido nos últimos tempos – explica.

Convites não faltam, mas a artista não se sente segura para voltar aos palcos:

– A pandemia não acabou. Mesmo com a vacina, precisamos manter os mesmos cuidados para que depois, sim, possamos voltar a trabalhar normalmente.

Jay Djin , artista, estrelas da periferia, diário gaúcho<!-- NICAID(14911614) -->
Artista espera o fim da pandemia para voltar às atividadesFoto: Arteiro Publicidade Digital / Divulgação

Período crítico

A carreira como rapper ainda engatinhava quando a pandemia começou. Com a parada das atividades artísticas, Jay voltou a ser Roberta e se manteve um tempo como sushi girl. Porém, logo a jovem entrou na longa fila de desempregados. O jeito foi se virar como dá, conta ela:

– Atualmente, me mantenho com vendas de comida na rua, tenho muito orgulho de ser uma mulher autônoma e artista.

Jay Djin , artista, estrelas da periferia, diário gaúcho<!-- NICAID(14911673) -->
Jay gravou com orçamento reduzidoFoto: Milena Wrague / Divulgação

A música não ficou de lado, pelo contrário. Com um orçamento reduzido, Jay gravou o clipe Dente Siso, em parceria com a Arteiro Produções. 

Ela também segue se aperfeiçoando na área musical. Com o apoio do amigo Afrosick, rapper de Canguçu, e da família, Jay atualmente cursa o primeiro semestre do curso de Música Popular na Universidade Federal de Pelotas (Ufpel).

Agora, o foco é divulgar o novo hit, Abismo, disponível desde o dia 9 nas plataformas digitais. E Jay não pretende parar tão cedo, aliando conhecimento acadêmico com a prática dos palcos:

– Quero seguir na música e me aprimorando na formação acadêmica. Espero poder tocar pessoas com o que escrevo e fazer do meu som uma ferramenta de mudança do senso comum e conservador.

PITACO DE QUEM ENTENDE

Rafa, do Rafuagi, fala sobre o som da rapper:

– Música e clipe de qualidade técnica e orgânica, com sentimento puro. É mais um grande nome feminino do cenário MC. Meu reconhecimento a ela e toda equipe, pois ninguém faz nada só.

AQUI, O ESPAÇO É TODO SEU!

/// Para participar da seção, mande um pequeno histórico da sua banda, dupla ou do seu trabalho solo, músicas, vídeos e um telefone de contato para jose.barros@diariogaucho.com.br.

/// Para falar com Jay Djin, ligue para (53) 8456-1049.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros