Saiba como foi a estreia da 10ª temporada do "The Voice Brasil" - Entretenimento

Versão mobile

 
 

Soltando a voz27/10/2021 | 11h03Atualizada em 27/10/2021 | 11h04

Saiba como foi a estreia da 10ª temporada do "The Voice Brasil"

Tiago Leifert deixará o reality show após a primeira fase 

Saiba como foi a estreia da 10ª temporada do "The Voice Brasil" Fábio Rocha / Gshow / Divulgação/Gshow / Divulgação
Tiago Leifert, Jeniffer Nascimento e técnicos na fase das "Audições às Cegas" Foto: Fábio Rocha / Gshow / Divulgação / Gshow / Divulgação
Paula Chidiac

O The Voice Brasil voltou à telinha nesta terça-feira (27) para a sua 10ª temporada, a última com Tiago Leifert na apresentação. De 13 apresentações, cinco viraram as cadeiras de todos os jurados. O prêmio é um contrato com a Universal Music, um gerenciamento de carreira e R$500 mil.

Desta vez, são cinco jurados na jogada: Iza, Claudia Leitte, Carlinhos Brown e Lulu Santos precisam escolher as pessoas que querem para seu time. Enquanto isso, Michel Teló  vai comandar uma espécie de equipe secreta na 10ª temporada e pode montar seu time em segredo com uma seleção dos participantes eliminados.

Tiago, por sua vez, deixará o reality após o término das Audições às Cegas. Por motivos familiares, o apresentador anunciou que precisou se afastar das gravações no fim da primeira fase e foi substituído por Andre Marques. Quem assume o reality nas etapas seguintes é André Marques, que está à frente do The Voice+ e tem passagens em quatro temporadas do The Voice Kids.  

Confira como foi a estreia da 10ª temporada de The Voice Brasil:

Logo na primeira apresentação, o competidor WD, 28 anos, conseguiu fazer com que todos os técnicos virassem suas cadeiras. Ao ser questionado de quem era a música Eu Sou, que tratava sobre questões raciais, respondeu que era autoral, impressionando o corpo de jurados. 

— A voz é incrível, mas o texto me pegou. A gente sabe a nossa necessidade de enquanto afrodescendentes nos posicionarmos, e pelo caminho do amor, do bem, sendo o que nós somos. E eu me identifiquei imediatamente. Agora quando você vai desenvolvendo o canto, vai cantando com essa qualidade, com essa segurança de que nós somos fortes, eu não aguentei, meti a mão no botão! — afirmou Carlinhos Brown.

Iza, que já estava com os olhos marejados, também elogiou o participante e sua voz. Tendo quatro opções à frente, o competidor decidiu ficar no time da cantora pop, arrancando lágrimas dela.

— Eu amo vocês, mas ela representa tudo pra mim. Você é muito incrível para mim e para muita gente preta. Muito obrigada. Se eu estou aqui hoje, é só quando porque você começou lá atrás não deixou eu desistir e provou que vale a pena lutar por seus sonhos e acreditar — afirmou WD, que recebeu convite da cantora para se apresentarem juntos após o final do reality.

Na sequência, Cristiane de Paula, 43 anos, soltou a voz com Canta Brasil e encantou Carlinhos Brown. Em conversa com os jurados, ela contou que é mãe de cinco filhos e, atualmente, é faxineira.

— Esse é o cantar desse país, na nossa história, na nossa ancestralidade, coisas assim acontecem. Quem disse a você que nunca fui à lavoura, que nunca fiz uma faxina? Fiz porque foi necessário. Mas isso tem um significado maior em você, porque a gente sabe a força da mulher, e sobretudo a força da mulher brasileira. Muito obrigada por você dar progresso a esse país com seu trabalho — afirmou Carlinhos.

Vocalista da banda Versalle, Criston Lucas disse nos bastidores que estava no The Voice Brasil pois queria viver esse "climinha de novo" — em 2014, o grupo ficou em terceiro lugar no Superstar. Agora, para tentar garantir uma vaga na próxima fase, ele apostou em Quem Sabe, de Los Hermanos, mas nenhum dos técnicos virou a cadeira. Lulu apontou uma inconstância no uso do microfone, enquanto Claudia Leitte afirmou que ele precisava se divertir um pouco mais no palco. Prestes a sair da competição, Michel Teló decidiu roubá-lo para seu time.

— Ele se conectou com o palco, tem essa coisa do microfone mas é porque ele tava dançando e cantando muito, e eu imagino a sua luta cantando o estilo que você canta, trazendo o que você ama, e fico imaginando que você saiu lá de Porto Velho para tentar a música. Eu queria perguntar se você me dá a chance de continuar com você aqui no The Voice — anunciou o sertanejo.

O jurado, então, começou falando que iria pegar cada um dos conselhos dados pelos colegas no palco para trabalhar com o competidor. Tiago Leifert não perdeu a chance de fazer uma brincadeira com a situação:

— Eu já escuto de outro jeito: vou roubar a ideia de cada um deles e vou lá ganhar de novo mais um The Voice Brasil!

Natural de Serra Talhada, Pernambuco, Carlos Filho foi a quarta apresentação da noite. Ao interpretar Enquanto Engoma a Calça, do cantor Ednardo, conseguiu conquistar a todos e recebeu elogios dos técnicos por sua voz diferenciada.

— Eu virei porque achei estranho, no melhor dos sentidos. Não era uma canção que conhecia, conheci por você, e acho que tem tanta coisa aí. Eu não tinha outra alternativa — afirmou Lulu.

Entre as quatro opções, o competidor optou por seguir na competição no time Lulu.

— Hoje a gente ganha um cantor incrível — declarou ele.

Depois, a mineira Edvania Sousa, 23 anos, cantou Nuvem de Lágrimas, de Chitãozinho e Xororó. Lulu, Claudia e Brown viraram as cadeiras para ela.

— Eu queria dizer que o que me levou a bater o botão logo é que eu não queria ser conhecido como a pessoa que não bateu para você — disse Lulu

- Qual foi, Lulu?! - reagiu Iza, rindo.

Claudia Leitte, por fim, relembrou que foi ela quem quis a participante em seu time primeiro. No final das contas, Edvania decidiu integrar o time da loira.

Hugo Rafael também é outro competidor com carreira na música. Vocalista do Sambô, ele de3cidiu apostar no rock ao cantar A Song For You, de Donny Hathaway. Iza foi uma das primeiras a virar — e a responsável pelo bloqueio de Lulu Santos, que apertou o botão logo depois dela. No final, todas as cadeiras estavam de frente para o competidor.

— É de bom tom, não é. Mas quer bloquear, bloqueia! — provocou Lulu.

— Olha, eu gastei meu bloqueio com você, tu já sabe que eu tô ,muito mal intencionada que eu te quero pra caramba, cara. Você me lembrou tudo que eu mais amo ouvir e tudo que eu ouvi a infância inteira. Seu grave é extremamente rico e enche a sala na mesma potência que seus agudos são cheios e brilhantes, é impressionante seu bom gosto. — afirmou Iza.

Hugo decidiu ir para o time de Iza, que comemorou a decisão.

— Se você me escolheu, filho, alguma coisa eu tô fazendo certo nessa carreira!

Nascida em Luganda, Angola, Lysa Ngaca, 25, entrou no palco do The Voice para cantar Quando a Chuva Passar, de Ivete Sangalo. Carlinhos Brown, Iza e Claudia Leitte viraram suas cadeiras. 

— Eu queria dizer que sua voz me arrepiou inteira e que você é uma estrela, eu virei e queria ter virado antes por assistir você — disse Iza.

Carlinhos Brown afirmou que bateu no botão porque, apesar de ela ter mostrado uma boa técnica vocal desde o início, precisava estar mais confortável para conseguir soltar a voz completamente. Diante de suas opções, Lysa decidiu seguir no time do cantor.

Na sequência, Dayse Rosa, 31 anos, se apresentou. Natural de Caruaru, em Pernambuco, ela cantou Onde Está Você, de Dominguinhos, e encantou Carlinhos Brown e Claudia Leitte. No palco, ela decidiu, antes de optar pela artista carioca, fazer uma homenagem.

— Eu quero dedicar essa apresentação a todas minhas amigas cantoras que assim como eu são mães, que sofreram muito com o impacto dessa pandemia e precisam sair na noite para batalhar, para prover alimento para os filhos. É para vocês.

Letícia Drummond, 26 anos, mostrou sua ginga carioca ao cantar Malandro, de Elza. Embora não tenha virado nenhuma cadeira, recebeu alguns feedbacks dos técnicos.

— A sensação que eu tive é que você não estava ouvindo o acompanhamento muito bem, isso é o que eu posso dizer para você prestar atenção. Você canta muito bem, sua estilística, sua malemolência, seu amor pelo samba é evidente. Então talvez nisso que você devesse prestar mais atenção — afirmou Lulu.

Depois, Alessandra San cantou o hit de Alanis Morissette, You Oughta Know, no palco do The Voice Brasil. A participante de 31 anos virou a noite de Claudia e Lulu, optando ficar no time do cantor.

— É um vozeirão com todas as inflexões, com drive, com distorção, com todos os pedais possíveis. Você é uma guitarra cantando! — elogiou Lulu.

Paranaense, Eriem Beek, 30 anos, cantou Supera, de Marília Mendonça. Hoje, ela conta que mora em Florianópolis (SC), onde canta no centro todos os dias. Não virou nenhuma cadeira, mas recebeu incentivo do corpo de jurados.

— Você ser uma artista de rua é uma escola até mais intensa que o barzinho. As pessoas estão passando e você fica ali tentando atrair as pessoas. Tem que ter coragem para fazer o que você faz — afirmou Iza. 

Fechando o ciclo de apresentações da noite, Belle Ayres, de Recife, cantou Flutua, de Johnny Hooker com Liniker. Todos os jurados viraram as cadeiras, mas Iza foi bloqueada por Claudia Leitte, que acabou ficando com a participante.

— Eu tô felicíssima que bloqueei a Iza. Eu sei que o show foi todo seu e você arrasou e escolheu a música certa, o dia certo, o ano certo para cantar aqui. Seu som combina com você, sua atitude é forte, é irreverente. Você colocou tudo de você na música — elogiou Claudia

Ainda não é assinante? Assine GaúchaZH e tenha acesso ilimitado ao site, aplicativos e jornal digital. Conteúdo de qualidade na palma da sua mão.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros