Equipe de Chico Buarque diz que não há plágio em música de Adele - Entretenimento

Versão mobile

 
 

Comparação de internautas24/11/2021 | 09h21Atualizada em 24/11/2021 | 09h22

Equipe de Chico Buarque diz que não há plágio em música de Adele

Fãs reconheceram semelhanças entre "To Be Loved", da britânica, e "Eu Te Amo", de Chico e Tom Jobim

Equipe de Chico Buarque diz que não há plágio em música de Adele sony / Divulgação/Divulgação
Chico Buarque gravou "Eu Te Amo" na década de 1980 com Tom Jobim Foto: sony / Divulgação / Divulgação
GZH
GZH

Desde o lançamento do novo disco de Adele, na última sexta-feira (19), uma das polêmicas que correm as redes sociais é a semelhança entre a faixa To Be Loved, da britânica, e Eu Te Amo, gravada na década de 1980 por Chico Buarque e Tom Jobim. Para encerrar as discussões, o empresário de Buarque, Vinicius França, afirmou ao jornal O Globo nesta terça-feira (23) que a canção não pode ser considerada plágio.

A tese havia ganhado força no Twitter, onde um usuário colocou trechos com os 10 primeiros segundos das duas músicas lado a lado. "A introdução é realmente muito parecida, diria igual. Com o agravante da Adele repetir até o 'Ah' inicial do Chico", comentou um internauta.  

Muitos usuários, por outro lado, argumentaram que não se tratava de um caso de plágio. Alguns profissionais de música entraram na discussão e explicaram que a semelhança se deve a um "padrão harmônico simples". "O do Chico é uma sequência de acordes com movimento similar, mas em diferentes harmonias, enquanto que a da Adele é simplesmente uma escala descendente no padrão 2-3 1-2 7-1 6-7 e por aí vai. São formas musicais SIMPLES e consideravelmente distintas", esclareceu um internauta.

Esta não é a primeira vez que uma música de Adele apresenta semelhanças com a de um brasileiro.  Em setembro, o compositor Toninho Geraes reuniu provas para entrar com uma ação contra a artista britânica pelo plágio de Mulheres, lançada em 1995 por Martinho da Vila. 

Geraes notou semelhanças entre a música brasileira e Million Years Ago, do disco 25, lançado pela cantora em 2015. Ele pede uma indenização por danos morais, royalties da música e os créditos como coautor.


Veja a comparação entre To Be Loved e Eu Te Amo


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros