Fernanda Nobre fala sobre relacionamento aberto: "A monogamia é hipócrita" - Entretenimento

Versão mobile

 
 

Desconstrução30/11/2021 | 08h37Atualizada em 30/11/2021 | 08h38

Fernanda Nobre fala sobre relacionamento aberto: "A monogamia é hipócrita"

Atriz é casada há seis anos com o ator e diretor José Roberto Jardim

Fernanda Nobre fala sobre relacionamento aberto: "A monogamia é hipócrita" Arquivo Pessoal / Divulgação/Divulgação
A atriz Fernanda Nobre e o marido, o diretor José Roberto Jardim, vivem um relacionamento aberto há três anos Foto: Arquivo Pessoal / Divulgação / Divulgação
GZH
GZH

A atriz Fernanda Nobre, atualmente no ar com a personagem Maria Fernanda na novela Um Lugar ao Sol, costuma falar com frequências nas redes sociais sobre relacionamento aberto e tem se tornando uma referência no tema. Em entrevista ao jornal O Globo, publicada nesta segunda-feira (29), a artista contou que muitas pessoas a procuram para tirar dúvidas sobre o assunto. 

"Fico feliz com isso. Mais do que tratar de relacionamento aberto, minha proposta é falar do lugar da mulher na sociedade sem escolher. A mulher fica repetindo padrões, que nesse caso é a monogamia, sem saber se é o que quer, porque desconhece que existem outras maneiras", disse Fernanda à publicação. A atriz é casada há nove anos com o ator e diretor José Roberto Jardim e, há três anos, o casal decidiu aderir ao relacionamento aberto. 

A artista destacou ainda acreditar que as relações amorosas seriam mais saudáveis se surgissem novas formas de se relacionar.

 "A monogamia é hipócrita, principalmente nos relacionamentos heterossexuais. As pessoas passam pelo sofrimento da traição, da deslealdade. Isso é cultural", afirmou.

Segundo Fernanda, muitas mulheres a procuram falando sobre o sentimento de posse e dificuldade em lidar com relacionamentos abertos. Para a atriz, é normal sentir ciúmes e ela costuma sugerir que se tente desconstruir esse sentimento. A artista também compartilhou como foi sua transição da monogamia para o relacionamento aberto:

"Eu achei difícil no começo e ainda acho. A cada experiência, um novo aprendizado. Eu e o José estamos em busca de um lugar de diálogo, de troca, de parceria, de generosidade com o outro".

Na entrevista, Fernanda falou ainda sobre relacionamentos abusivos. Em breve, a artista estreará a série Não Foi Minha Culpa, que abordará o feminicídio, interpretando uma mulher que é vítima desse tipo de situação. 

 "Durante as gravações, as cenas foram me dando gatilhos de coisas que vivi na minha vida desde que tenho 15 anos e que nem sabia que eram abusos. Não lembrava. Naturalizei por conta do machismo", revelou Fernanda.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros