"Harry Potter": confira como estão os atores mirins 20 anos após o lançamento do primeiro filme - Entretenimento

Versão mobile

 
 

Feitiço do tempo24/11/2021 | 09h43Atualizada em 24/11/2021 | 09h53

"Harry Potter": confira como estão os atores mirins 20 anos após o lançamento do primeiro filme

Longa de estreia da saga chegou aos cinemas brasileiros em 23 de novembro de 2001

"Harry Potter": confira como estão os atores mirins 20 anos após o lançamento do primeiro filme Warner Bros. / Divulgação/Divulgação
Hermione (Emma Watson), Rony (Rupert Grint) e Harry (Daniel Radcliffe) na primeira aventura do bruxinho Foto: Warner Bros. / Divulgação / Divulgação
GZH
GZH

Não foi preciso um Mapa do Maroto para acompanhar os passos dos atores mirins apresentados ao mundo em Harry Potter e a Pedra Filosofal, que chegou aos cinemas brasileiros em 23 de novembro de 2001.

Vinte anos depois da estreia do longa-metragem — que deu início a uma das mais bem-sucedidas franquias cinematográficas da história —, os astros da aventura mágica acumulam papéis de destaque em sua filmografia. 

GZH mostra, a seguir, o que cada um dos bruxinhos aprontou nas últimas duas décadas, longe do castelo de Hogwarts.

Daniel Radcliffeem Harry Potter e a Pedra Filosofal (2001)eMiracle Workers (2019-atual)<!-- NICAID(14947663) -->
Daniel Radcliffe como Harry Potter em "A Pedra Filosofal" e como o anjo Ezekiel em "Miracle Workers" Foto: Warner Bros. / Divulgação

Daniel Radcliffe — Harry Potter

Harry Potter cresceu em frente às câmeras — e o mesmo ocorreu com Daniel Radcliffe. Mas já faz algum tempo que ele luta para mostrar que é bem mais do que o intérprete do “Menino Que Sobreviveu”.

Antes mesmo da franquia chegar ao fim, o astro deu uma guinada em sua carreira ao estrear na Broadway, em 2007, na peça dramática Equus, um papel que exigia nudez em uma interpretação ao vivo. Os papéis dramáticos seguiram em filmes como Versos de um Crime (2013), disponível no Globoplay e A Mulher de Preto (2012), disponível no Amazon Prime Video.

Contudo, o que Daniel não deixou para trás foi um gosto pelo fantástico e sobrenatural. Entre seus papéis de maior destaque está o do cadáver falante, única companhia de um homem perdido em uma ilha deserta, na comédia Swiss Army Man (2016), que pode ser visto na HBO Max; e do assistente do Dr. Frankenstein em Victor Frankenstein (2015), no catálogo do Telecine Play e Star+, inspirado na história de Mary Shelley.

Um de seus trabalhos mais recentes é como um dos anjos dos escritórios da Heaven Inc., que decide tentar fazer com que Deus adie o fim do mundo, na série Miracle Workers (2019-atual), disponível na HBO Max e Warner Channel.

Emma Watsonem Harry Potter e a Pedra Filosofal (2001)e<!-- NICAID(14947665) -->
Emma como Hermione Granger em "Harry Potter" e Meg March em "Adoráveis Mulheres"Foto: Warner Bros. / Divulgação

Emma Watson — Hermione Granger

A vida pós-Harry Potter também não foi desprovida de magia para Emma Watson: ela deu vida a uma princesa da Disney na versão live-action do conto de fadas A Bela e a Fera (2017), disponível no Disney+). A personagem, encantada por livros e independência, não se afastava muito da Hermione Granger interpretada por Emma nos filmes de Harry Potter.

E o mesmo vale para a vida real da atriz, que nunca abandonou os estudos e se formou em Literatura Inglesa na prestigiada Universidade de Brown em 2014. A vida acadêmica não atrapalhou sua carreira e enquanto estudava, ela estrelou em produções como o cult As Vantagens de Ser Invisível (2012), no catálogo da Netflix e do Globoplay, e Bling Ring (2013), disponível na HBO Max e Prime Video, da cultuada diretora Sofia Coppola.

Dedicada ainda à causa feminista, Emma é uma ativista com foco na desigualdade de gênero e, desde 2014, é Embaixadora da Boa Vontade da ONU Mulheres, participando de iniciativas como a campanha HeForShe.

Estes outros interesses a afastaram dos sets de filmagens nos últimos tempos e seu trabalho mais recente foi como uma das irmãs March no elogiado Adoráveis Mulheres (2019), disponível na HBO Max, de Greta Gerwig, uma adaptação do clássico Mulherzinhas, de Louisa May Alcott.

Rupert Grintem Harry Potter e a Pedra Filosofal (2001)e“Servant”<!-- NICAID(14947661) -->
Rupert como Rony Weasley em "Harry Potter" e como Julian em "Servant"Foto: Warner Bros./Apple TV+ / Divulgação

Rupert Grint — Ron Weasley

Intérprete do fiel escudeiro de Harry e Hermione, Rony Weasley, Rupert Grint se aventurou por inúmeros gêneros desde que deixou os feitiços e poções para trás: do drama histórico ambientado na Segunda Guerra Mundial Entre Inimigos (2012), disponível no Prime Video, até a ação em Wild Target (2010), no catálogo do Looke, passando pela comédia em Moonwalkers (2015), no YouTube Movies.

É na televisão e no streaming, contudo, que Rupert parece ter encontrado sua casa nos últimos anos. Em 2017, ele estrelou a série Dá Licença, Saúde, da Netflix, sobre um homem diagnosticado erroneamente com uma doença fatal. No mesmo ano, o ator também participou da série policial Snatch (disponível no Globoplay), sobre um grupo de golpistas. Já no ano seguinte, Rupert passou para as fileiras das forças policiais na minissérie The ABC Murders, uma adaptação do romance de Agatha Christie, como o Inspetor Crome (também disponível no Globoplay).

Tudo isso culminou em seu retorno ao mundo sobrenatural em Servant (2019-atual), uma produção de M. Night Shyamalan para a Apple TV+. Renovada para uma terceira temporada, a série combina suspense e terror psicológico para mostrar a luta de um casal de pais para superar o luto pela perda do filho.

— Ele entrou e fez a audição e eu simplesmente vi uma pessoa diferente. Não acho que eu já tenha visto este tipo de reinvenção de um ator mirim para um ator adulto em toda minha vida, e é incrível — declarou Shyamalan ao EW, sobre a jornada de Rupert.

Tom Feltonem Harry Potter e a Pedra Filosofal (2001)eA Batalha Esquecida (2020)<!-- NICAID(14947662) -->
Tom Felton como Draco Malfoy em "Harry Potter" e como Tony em "A Batalha Esquecida"Foto: Warner Bros./Levitate Film / Divulgação

Tom Felton — Draco Malfoy

Intérprete do vilão que todo mundo amava odiar, Tom Felton não deixou a maldade de lado depois de se despedir de Draco Malfoy. Em Planeta dos Macacos: A Origem (2011), disponível no Star+, por exemplo, é a crueldade de seu personagem com os macacos um dos catalisadores para a posterior revolução. Já na série The Flash, do CW, ele fez uma participação como ninguém menos do que o supervilão Doutor Alquimia, em 2017.

Mas nem toda a sua carreira é dedicada às forças das trevas. Ele estrelou, ao longo dos anos, produções como a ficção histórica bíblica Ressurreição (2016), na Netflix; o romance de época Belle (2013), inspirado pela vida de Dido Elizabeth Belle; e em uma releitura de Hamlet, Ophelia (2018), disponível no YouTube Movies, como Laertes.

Já neste ano, chegou à Netflix seu mais novo filme: A Batalha Esquecida, do holandês  Matthijs van Heijningen Jr. Ambientado em 1944, a produção conta histórias entrelaçadas de pilotos, soldados e civis em meio à Segunda Guerra Mundial. Tom interpreta um dos pilotos britânicos, o capitão Tony Turner.

Entre um filme e outo, Tom também se dedica à música. É possível acompanhar seu trabalho tanto pelo Spotify, onde ele soma mais de 90 mil ouvintes ao mês, ou pelo seu perfil no Instagram @t22felton.

Harry Melling em Harry Potter e a Pedra Filosofal (2001)eO Gambito da Rainha (2020)<!-- NICAID(14947958) -->
Harry Melling como Duda Dursley em "Harry Potter" e como em Harry Beltik em "Gambito da Rainha"Foto: Warner Bros./Netflix / Divulgação

Harry Melling — Duda Dursley

Enquanto isso, também ficou tudo bem para o vilão que todo mundo queria apenas odiar. O intérprete de Duda Dursley — o primo mimado e maldoso de Harry Potter — voltou a chamar atenção no último ano como um dos parceiros enxadristas de Beth Harmon em O Gambito da Rainha (2020), minissérie disponível na Netflix.

Antes disso, vale ressaltar, ele já tinha marcado presença em produções de sucesso como o filme A Balada de Buster Scruggs (2018), na Netflix, dos irmãos Ethan e Joel Coen; o longa de ação The Old Guard (2020), na Netflix, com Charlize Theron; e a série His Dark Materials (2019), na HBO Max, uma adaptação da série literária de fantasia Fronteiras do Universo.

Matthew Lewis em Harry Potter e a Pedra Filosofal (2001)eCriaturas Grandes e Pequenas (2020)/ All Creatures Great and Small (2020)<!-- NICAID(14947660) -->
Matthew Lewis em "Harry Potter" e na série "Criaturas Grandes e Pequenas"Foto: Warner Bros. / Divulgação

Matthew Lewis — Neville Longbottom

O intérprete do improvável herói da Grifinória Neville Longbottom, por sua vez, tal como seu personagem, deixou a personalidade desajeitada no passado. Em 2016, ele foi coadjuvante no sucesso de bilheteria Como Eu Era Antes de Você (disponível no Prime Video), como namorado da protagonista (Emilia Clarke).

Outros projetos de Matthew incluem o suspense Terminal (2018), na Netflix, e a comédia De Repente Mãe (2020), no Telecine Play. Ele ainda se aventurou pelo mundo das séries, com participações em Bilhete Premiado (2012), Bluestone 42 (2013-2015), Happy Valley (2016), disponível no Looke, e Ripper Street (2016). Seu mais novo trabalho foi em 2020 na série Criaturas Grandes e Pequenas, uma nova versão da série dos anos 1980, inspirada pelos livros de James Herriot. 

Bonnie Wrightem Harry Potter e a Pedra Filosofal (2001)ena capa do livro Go Gently: actionable steps to nurture yourself and the planet<!-- NICAID(14947959) -->
Bonnie Wright como Gina Weasley em "Harry Potter" e na capa de seu livro "Go Gently"Foto: Warner Bros./Mariner Books / Divulgação

Bonnie Wright — Gina Weasley

Tal como Emma Watson, Bonnie Wright decidiu seguir seus estudos ao final da franquia e se formou em cinema pelo London College of Communication em 2012. Mas estar em frente às câmeras não foi o suficiente para ela, que no mesmo ano fundou sua própria produtora, intitulada BonBonLumière. De lá para cá, Bonnie dirigiu mais de uma dezena de projetos, entre curtas-metragens e videoclipes, alguns dos quais ela estrelou.

Na última sexta-feira, a cineasta e atriz também contou que vai adicionar um novo título ao seu currículo: escritora. Seu primeiro livro, Go Gently: actionable steps to nurture yourself and the planet (em tradução livre: "Vá gentilmente: passos fazíveis para cuidar de você mesmo e do planeta"), é autobiográfico, e narra seu envolvimento e ativismo em relação à causa climática.

" alt="Alfred Enoch em "Harry Potter" e “Fundação”"/>
Alfred como Dino Thomas em "Harry Potter" e Raych Foss em "Fundação"Foto: Warner Bros./Apple TV+ / Divulgação

Alfred Enoch — Dino Thomas

Alfred Enoch foi um dos atores que seguiu perto dos olhos do público. Depois de interpretar Dino Thomas por uma década, de 2001 a 2011, ele retornou aos holofotes em 2014 com a série How to Get Away with Murder (2014-2020), na Netflix, de Shonda Rhimes, protagonizada por Viola Davis.

Por falar em produções de sucesso, ele ainda emplacou participações em outras séries como Sherlock (2010–2017), Trust Me (2017-2019) e Troia: A Queda de Uma Cidade (2018), na Netflix. Nascido na Inglaterra, mas filho de mãe brasileira, Alfred também já pintou pelo cinema nacional em Medida Provisória, dirigido por Lázaro Ramos.

Atualmente, ele está no elenco da série de ficção científica Fundação, lançada neste ano pela Apple TV+, uma adaptação da série de livros de Isaac Asimov.

" alt="Devon Murray — o Simas Finnigan de "Harry Potter""/>
Devon Murray como Simas em "Harry Potter" e em foto pessoal, atualmenteFoto: Warner Bros./Instagram @devonmurrayofficial / Divulgação

Devon Murray — Simas Finnigan

As coisas não deram tão certo para Devon, que interpretava Simas, um dos companheiros de Harry na torre da Grifinória, mas que abandonou a profissão ao final da saga.

A situação ainda piorou em 2016, quando o agente do ator o processou por £210 mil, uma porção considerável de seu cachê pelos oito filmes da franquia de Harry Potter, na casa de £1 milhão, alegando que não haviam sido pagas as taxas de comissão por seu trabalho. E o juiz acatou a acusação, ainda afirmando que o artista havia utilizado seu dinheiro em "carros, bebidas e garotas", segundo os tabloides britânicos, o que Devon sempre negou. 

Atualmente, no entanto, o ex-ator mirim parece ter reencontrado seu caminho. É possível acompanhar seus passos (do crescimento do filho recém-nascido à rotina de seus cachorros e cavalos) pelo seu perfil no Instagram @devonmurrayofficial.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros