Patrícia Poeta comparece ao casamento da irmã em Porto Alegre: "Domingo pra lá de especial" - Entretenimento

Versão mobile

 
 

Em família02/11/2021 | 09h58Atualizada em 02/11/2021 | 09h59

Patrícia Poeta comparece ao casamento da irmã em Porto Alegre: "Domingo pra lá de especial"

Os jornalistas Paloma Poeta e Luiz Piratininga oficializaram a relação neste final de semana

Patrícia Poeta comparece ao casamento da irmã em Porto Alegre: "Domingo pra lá de especial" @patriciapoeta Instagram / Reprodução/Reprodução
Foto: @patriciapoeta Instagram / Reprodução / Reprodução

A apresentadora Patrícia Poeta, de 45 anos, compareceu ao casamento de uma de suas irmãs, a jornalista e estudante de Direito Paloma Poeta, de 29, neste domingo (31). A caçula oficializou a relação com o também jornalista Luiz Piratininga em cerimônia realizada em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul.

Em seu perfil do Instagram, a apresentadora do É de Casa, da TV Globo, compartilhou diversos registros do dia. Na primeira publicação, mostrou a produção do visual e escreveu: "Partiu casamento da irmã caçula".

Confira:

Depois, Patrícia, que foi madrinha do matrimônio, parabenizou a irmã e compartilhou uma galeria de fotos da cerimônia:

"Domingo pra lá de especial! Mana Paloma Poeta, muito feliz por você! Parabéns! Muitos anos de amor, parceria e cumplicidade ao lado do maridão! Pai, estava com muitas saudades de você! Viva os noivos! Viva a família", escreveu ela.

Veja:

Por fim, na manhã desta segunda-feira (1º), a apresentadora postou uma foto ao lado dos pais e dos noivos. 

"É tudo sobre família e amor. Bela recordação... Partiu Rio de Janeiro, de volta ao batente. Ótima semana, pessoal!".

Confira:

Recuperação da cirurgia

No início de setembro, Patrícia precisou passar por uma cirurgia de emergência nas amígdalas. Um mês depois, a apresentadora contou que o trabalho foi fundamental para sua recuperação e bem-estar.

 — O Dr. Édio percebeu essa ansiedade e me fez entender que eu precisava ter paciência para que a recuperação se desse de forma segura, até porque o que tinha tido era algo bem sério. Assim que voltei para casa, sem parte das medicações, comecei a sentir algumas limitações: dor, falta de ar e dificuldade para abrir a boca, comer e falar — lembrou ela em entrevista  ao jornal O Globo sobre a internação e as sessões de fisioterapia e fonoaudiologia. 

Após o intenso trabalho com profissionais especializados, a jornalista conseguiu recuperar e recolocar a voz, melhorando a respiração. O retorno aos estúdios, segundo ela, “mais do que nunca, fez que se sentisse viva”.  

— Confesso que, quando cheguei em casa, depois de ter recebido alta, não parava de chorar. Era uma mistura de resto de susto com alívio e agradecimento de estar aqui. Estar viva hoje para mim é como uma segunda chance, sabe? Não posso deixar de viver cada segundo desse “renascimento” por nada desse mundo — definiu ela.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros