Sucesso na década de 1990, "A Usurpadora" é relançada no streaming - Entretenimento

Versão mobile

 
 

Para maratonar17/11/2021 | 11h06Atualizada em 17/11/2021 | 11h07

Sucesso na década de 1990, "A Usurpadora" é relançada no streaming

Gabriela Spanic vive as irmãs gêmeas Paulina Martins e Paola Bracho

Sucesso na década de 1990, "A Usurpadora" é relançada no streaming Globoplay / Divulgação/Divulgação
Paola Bracho (Gabriela Spanic) e Carlos Daniel (Fernando Colunga): casal idolatrado de "A Usurpadora" Foto: Globoplay / Divulgação / Divulgação
GZH
GZH

Expoente da dramaturgia mexicana na televisão brasileira, A Usurpadora é lembrada até hoje pelos confrontos das irmãs gêmeas Paulina Martins e Paola Bracho, vividas por Gabriela Spanic. Sucesso na década de 1990, a novela teve seus 102 capítulos relançados nesta terça-feira (16) pelo Globoplay.

Paulina e Paola são idênticas na aparência física, mas absolutamente diferentes em sua forma de compreensão e de amar. Egoísta e ambiciosa, Paola é casada com Carlos Daniel Bracho (Fernando Colunga), um empresário amável e rico, pai de Carlinhos (Sergio Guerrero) e Lizete (María Solares), seus enteados. Frustrada e cansada de viver os problemas da família Bracho, a vilã resolve viajar para se divertir com um dos seus amantes, Luciano Alcântara (Mario Cimarro), quando conhece Paulina Martins, sua desconhecida irmã gêmea doce e gentil, que trabalha em um toalete feminino.     

Semelhança

Incrédula com a semelhança entre as duas, a ricaça vê em Paulina a grande oportunidade de ficar longe da família e arma uma situação para que a jovem aceite se passar por ela. Ao ser acusada de roubo e com medo de ser presa, Paulina vai morar na casa da família Bracho. O que ambas não esperavam é que ela acabasse se apaixonando por Carlos Daniel que, por sua vez, também fica encantando pela “nova faceta” de sua esposa. 

A Usurpadora é uma trama de traição, manipulação e amor, que conquistou fãs ao redor do mundo com exibição em diversos países. Paola Bracho ganhou milhares de admiradores, sendo lembrada até hoje em memes na internet.   

Em 2019, a emissora e produtora mexicana Televisa deu início a um projeto de remake de folhetins de sucesso, incluindo A Usurpadora. No Brasil, a versão em série da novela conta com 25 episódios e pode ser vista na Amazon Prime Vídeo. Apesar do sucesso, Gabriela Spanic não topou reviver o papel e foi substituída por Sandra Echeverría.


 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros