Confira como será Natal do reencontro de cinco famosos gaúchos - Entretenimento

Versão mobile

 
 

Então é Natal24/12/2021 | 15h27Atualizada em 24/12/2021 | 15h27

Confira como será Natal do reencontro de cinco famosos gaúchos

Nomes como MC Jean Paul e Giane Guerra celebram a chance de passar as festas com a família reunida, após um Natal de 2020 repleto de incertezas

Confira como será Natal do reencontro de cinco famosos gaúchos Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal/Arquivo Pessoal
Neste Natal, Jean passará com o filho, Kazuki Foto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

O Natal de 2020, com a pandemia no auge, foi contido e com pouca celebração. Graças ao avanço na vacinação, e a consequente redução dos índices de contágio por coronavírus, o fim de ano em 2021 tem tudo para ser melhor:  o medo dá lugar à esperança de que teremos o Natal do reencontro, mesmo cercados de todos os cuidados, é claro. Neste ano, muitas famílias estão ansiosas para retomar as tradicionais ceias natalinas e trocas de presentes, símbolos de uma celebração tão encantadora. 

Neste especial, MC Jean Paul, Giane Guerra, Bibiana Bolacell, Nards e Mari Araújo falam sobre suas expectativas para o Natal do reencontro e transmitem recados carinhosos aos leitores do DG!

Bibiana Bolacell, cantora

Bibiana Bolacelli<!-- NICAID(14975374) -->
"O maior presente é a nossa presença"Foto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

O Natal, independentemente das crenças religiosas, se tornou a época do ano em que famílias se mobilizam para compartilhar momentos de alegria, reflexão, gratidão e amor. Este encontro, que sempre foi habitual, foi interrompido em 2020, gerando um grande impacto psicológico para milhões de pessoas. Neste ano, poderemos nos permitir um pouco mais ao reunir, com cautela e coerência, nossos entes queridos. Poderemos celebrar com ainda mais intensidade a vida, a saúde e o amor! 

Que todas as famílias que terão o privilégio de estarem unidas reconheçam o valor destes momentos e fortaleçam ainda mais os laços de amor, pois o maior presente que podemos dar a quem amamos é a nossa presença. 

Tudo que eu quero, neste Natal, é que a paz reine entre as famílias. Que todos possam viver em harmonia, que a gente possa voltar a se abraçar, a compartilhar a felicidade da companhia de quem a gente ama, fazer festa mesmo, pois Natal é tempo de encontros e reencontros, onde procurar ser e fazer feliz é tudo o que importa!

Nards, vocalista do grupo ViroZueira

nards, zueira, em família. <!-- NICAID(14975376) -->
Nards em família: Com o tio Denilson, a mãe, Ana Amélia e a irmã, AlessandraFoto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

"É uma espécie de reencontro, sem dúvida. Mesmo que a situação não esteja totalmente normalizada, está melhor se compararmos com o Natal de 2020, quando muita gente não conseguiu se reunir com seus entes queridos. 

Agora, ao mesmo tempo em que estamos felizes por estar vivos, também sabemos que muitas pessoas perderam pessoas queridas. Para se precaver e manter os nossos mais tempo ao nosso lado, comemoraremos este Natal com muita alegria, com felicidade e com cuidado, claro, pois ainda não nos livramos totalmente deste vírus. Mas, graças a Deus, a harmonia, a felicidade, o amor e a alegria estarão presentes novamente neste ano, na nossa mesa, honrando as tradições natalinas. Me seguro para não chorar quando penso neste momento, mas, ao mesmo tempo, isso que o mundo passou (e está passando) serve de experiência para que a gente valorize as pessoas que amamos. Que a gente valorize passar uma data especial com quem ama, e até nem precisa ser uma data especial: que a gente valorize esse momento. Vamos valorizar a vida, as pessoas que amamos e viver intensamente cada momento."

MC Jean Paul, cantor

MC Jean Paul e o filho, kazuki. <!-- NICAID(14975368) -->
Natal na casa de Jean será em famíliaFoto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

"Com certeza, será o Natal mais significativo dos últimos tempos por vários aspectos. Principalmente, por estarmos junto de quem amamos e por celebrarmos a vida junto de nossos entes queridos. 

É importante lembrar que algumas pessoas não poderão passar essa data tão importante com pessoas que amam, pois muitos perderam a vida para este vírus. Então, acho que a coisa mais marcante neste reencontro é dar um abraço em quem amamos, coisa que, em 2020, não conseguimos fazer. Que seja o abraço do amor, que representa a vitória da vida. O abraço que troca esse laço de carinho, que renova nossa energia para 2022."

Giane Guerra, comunicadora do Grupo RBS

Jocimar Farina e Giane Guerra, com filhos, atel e gaena. <!-- NICAID(14975719) -->
Jocimar, Giane, Gael e Atena esperam pelo Papai NoelFoto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

"Com a vacina, já retomei alguns abraços que estavam represados. Voltamos a encontrar, aos poucos, familiares e amigos. Mas este Natal ainda será com nosso pequeno núcleo familiar. Nossa “bolha”, que tanto funcionou durante os períodos mais intensos da pandemia. Queremos proteger meus pais (Heron e Guiomar) por mais tempo. Meus filhos (Atena e Gael, frutos do casamento com o jornalista Jocimar Farina) sabem e prezam por esse cuidado com os avós. Outros abraços podem esperar um pouquinho mais. 

Claro que abrirmos exceção para a visita do Papai Noel, mas ele vem de máscara e deixaremos álcool gel na chaminé. Aliás, suspeito de que o Bom Velhinho tenha bastante trabalho neste Natal. 

Por mais que o cenário da economia ainda seja desafiador e o orçamento esteja apertado para muita gente, eu e os lojistas com quem conversei sentiram a vontade das pessoas de presentear com a retomada das confraternizações. Estou na torcida para que 2022 traga uma melhora nas finanças das famílias, e o Papai Noel possa ter ainda mais trabalho no Natal do ano que vem!"

Mari Araújo, comunicadora da 92

PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 18-12-2018: A comunicadora da rádio 92 Mari Araújo (Foto: Mateus Bruxel / Agência RBS)<!-- NICAID(13881523) -->
Mari celebra a chance de passar a data com a família reunida novamenteFoto: Mateus Bruxel / Agencia RBS

"Como eu moro sozinha, confesso que não me animei para montar árvore de Natal neste ano. Porém, adoro ver o clima natalino nos shoppings e nas ruas. 

A noite de Natal, agora, será especial, pois, no ano passado, foi a primeira vez, em 30 anos, que eu e meus pais fomos para a praia fazer companhia para a minha avó, que era grupo de risco.  Tivemos a chance de passar com ela, mas longe do resto da família. Então, em 2021, será um reencontro mesmo. Passaremos ao lado da família do meu pai, com toda aquela tradição: cada um leva o seu prato típico! Será muito importante, algo que não conseguimos viver no ano passado e faz muita diferença. Terá um clima natalino, com todas aquelas comidas típicas, vamos matar a saudade de pessoas que não vemos há muito tempo, todos vacinados. Me sinto mais segura para estar com eles."

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros