Rap e trap até chegar no reggaeton: conheça Andriel Menthor - Entretenimento

Versão mobile

 
 

Estrelas da Periferia28/12/2021 | 16h05Atualizada em 28/12/2021 | 16h05

Rap e trap até chegar no reggaeton: conheça Andriel Menthor

Músico gaúcho já gravou com nomes da América Latina e prepara lançamento para 2022

Rap e trap até chegar no reggaeton: conheça Andriel Menthor Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal/Arquivo Pessoal
Músico começou a carreira em 2007 Foto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

Natural de Torres, no Litoral Norte, mas morando em Cachoeirinha desde os dois anos, Andriel da Silva da Costa sempre se definiu como um apaixonado por rap e funk e suas variações, como o trap, um dos gêneros em evidência na música nacional, nos últimos anos. Desde 2007 na estrada, o guri teve uma infância conturbada, marcada pela violência no seu bairro, Nova Cachoeirinha, além de problemas na escola, onde sofria bullying.

- Vi muitos de meus amigos morrerem ou entrarem para o mundo do crime, por conta do tráfico de drogas no meu bairro. Por isso, decidi mudar o rumo da minha vida, apostando na música - afirma.

Leia outras histórias de Estrelas da Periferia

Inspirado em nomes locais como CN Boys e internacionais, como Eminem, Andriel se lançou, no começo de sua carreira, com a alcunha de DJ Kalle, fazendo "alguns remixes que não tiveram muito êxito, como ele próprio reconhece. Em 2008, a primeira "virada de chave" em sua carreira:  a mixtape de reggaeton batizada de Desafio Reggaeton. 

- Meu objetivo era que esse gênero, tão popular na América Central, ficasse mais conhecido no Brasil. Esse lançamento era formado por músicas de outros artistas, que já haviam sido lançadas, e algumas inéditas, produzidas por mim . Na época, inclui alguns raps no repertório, pois era um gênero mais popular no país - afirma.

Destaque internacional

Com o trabalho, acabou ganhando destaque e trabalhou com artistas brasileiros e da Argentina, de Porto Rico, da Colômbia, da Bolívia e até dos Estados Unidos.

Em 2012, conheceu o produtor Rafael Singh e seu irmão El Moko Loko, donos do selo Saunespro, e recebeu o convite para trabalharem juntos, quando nasceu o grupo Reggaeton RS. 

No ano seguinte, entrou em definitivo em carreia solo, quando adotou o nome artístico de Andriel Menthor, que usa até hoje. Seu próximo lançamento será o disco Tripolar, que terá e terá diversas participações especiais. Ao contrário de diversos artistas, que sonham em viver somente de música, aparentemente, esse não é o principal objetivo de Andriel, que trabalha, em paralelo à música, com xxx. 

- Atualmente, não ganho nada com a música. Gostaria, apenas, que minha música ficasse para as próximas gerações - afirma. 

Pitaco

Adriano Brasil, produtor artístico, fala sobre o trabalho de Andriel:

-  Excelente trabalho do Andriel, tem uma bela trajetória, merece muito sucesso!

Aqui, o espaço é todo seu

Para participar da seção, mande um pequeno histórico da sua banda, dupla ou do seu trabalho solo, músicas e vídeos e um telefone de contato para jose.barros@diariogaucho.com.br.

- Para falar com o músico, ligue para 98438-6348



 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros