Teló decide seguir com gaúcha no "The Voice Brasil"; confira como foi a estreia das Batalhas entre Técnicos - Entretenimento

Versão mobile

 
 

Reality musical03/12/2021 | 08h56Atualizada em 03/12/2021 | 09h15

Teló decide seguir com gaúcha no "The Voice Brasil"; confira como foi a estreia das Batalhas entre Técnicos

Sertanejo precisou reduzir seu time, de 17 para oito vozes, antes de continuar na competição

Teló decide seguir com gaúcha no "The Voice Brasil"; confira como foi a estreia das Batalhas entre Técnicos Isabela Pinheiro / Gshow/Gshow
Dida foi salva por Teló na fase das Batalhas Foto: Isabela Pinheiro / Gshow / Gshow
Paula Chidiac

Uma nova etapa do  The Voice Brasil estreou nesta quinta-feira (2): as Batalhas entre Técnicos. Depois de ser salva por Michel Teló na fase das Batalhas, a gaúcha Dida Larruscaink foi uma das participantes escolhidas pelo técnico para seguir na competição. Contudo, ela não cantou nesta noite.

Agora, na nova fase, um técnico desafia o outro para um duelo — cada um com uma voz representando seu time. Quem decide o vencedor são os três jurados que não disputaram. Além disso, o jurado que conseguir ganhar mais competições vai receber uma vantagem, ainda não anunciada, na próxima fase. Por enquanto, Teló e Brown seguem empatados com duas vitórias cada. Cláudia tem uma, e Lulu e Iza seguem zerados. 

Até agora nesta temporada, Teló não havia participado do programa ao lado dos outros jurados. Na verdade, o sertanejo pode, durante a etapa das Audições Às Cegas, ficar com os cantores que não tinham virado as cadeiras dos jurados. Além disso, era o único com o botão "Peguei" da competição, permitindo que ele salvasse participantes que perdessem nas Batalhas — este foi o caso de Dida, que não foi escolhida por sua técnica Iza.

Antes de Teló retornar com uma cadeira definitiva na Batalha entre Técnicos, seu time de 17 vozes precisou ser reduzido a oito. Além de Dida, os outros escolhidos foram: Fernanda de Lima, Criston Lucas, Eulá, Giuliano Eriston, Júlia Rezende, Nyah e Anna Júlia. 

Confira, abaixo, como foi a estreia da Batalha Entre Jurados:

Júlia Rezende vs Ariane Zaine

Representando o time Lulu Santos, Júlia Rezende entrou no palco para cantar Vira Homem, sucesso de Marília Mendonça

— A escolha dessa canção da eterna Marília Mendonça, essa voz tão definitiva, que empresta a voz para tantas mulheres, é tão assertivo esse discurso feminino, o jeito que a mulher fala das relações. Bota o dedo na ferida e expõe a própria. Você incorporou isso perfeitamente — definiu Lulu. 

Depois, Ariane Zaine batalhou pelo time Claudia Leitte com Love On The Brain, de Rihanna.

— Ari, você arrasa sempre. Você não tem consciência disso né? Seja sincera. Você só vai e canta. Já pensou "eu sou maravilhosa alguma vez?". Quando você chegar na sua casa hoje diga "eu sou maravilhosa". Não é porque eu estou falando não, é o que vocÊ deixou exalar enquanto estava cantando — afirmou a técnica.

Ariane acabou levando a melhor na disputa, tendo recebido o voto de Iza e Teló para continuar na competição. Tendo levado voto somente de Brown, Júlia deixou o programa.

Giovanna Rangel x Nyah

Na sequência, Iza decidiu desafiar Teló usando a voz de Giovanna Rangel na disputa. A participante, por sua vez, decidiu interpretar A Sua Voz, de Glória Groove.

— Garota, você tem que ser estudada mano. Eu sempre ficou meio abobada quando você canta porque eu sei que tenho que falar depois e eu nunca sei o que dizer. Eu te acho uma estrela inigualável. Você nasceu para isso —elogiou Iza.

Para representar sua equipe, Teló escolheu Nyah, que cantou Wicked Game, de Chris Isaak. Ao final da apresentação, a plateia aplaudiu de pé.

— Rapaz, eu só vi a Cláudia pulando aqui do lado, dava grito e tudo! Nyah, eu tinha falado, chamei você porque eu sabia o que você ia fazer. Foi espetacular ouvir você cantando essa música — disse o sertanejo.

Por unanimidade, Nyah venceu a disputa. Com isso, Giovanna deixou a competição — mas não antes de ser aplaudida de pé pelos técnicos. 

Léo Pinheiro x  Gleyssinho Samblack

Na sequência, Léo escolheu Linha de Passe, composto por João Bosco e Aldir Blanc, para competir pelo time de Carlinhos Brown. 

— Eu gosto muito que o swing tá no pé, ele tem um sapateado junto. E isso é bom para um multinstrumentista porque muitas vezes a gente se suporta com um instrumento, mas quando soltá-lo é importante saber o que fazer. Você é assim, uma performance — elogiou Lulu.

Para disputar com Léo no time Iza, Gleyssinho trouxe o sucesso de Alcione, Não Deixe o Samba Morrer.

— Você é demais, cara. Você vê o que faz com a galera? A galera quer cantar contigo, sambar contigo. Você sempre entra no palco e a gente fica assim, sorrindo com cara de bobo — disse Iza.

Ao final, Léo venceu a competição por ter recebido votos de Teló e de Cláudia.  Gleyssinho, que recebeu voto de Brown, deixou a programa.

EuLá x Ana Luiza Postingher

Na quarta disputa da noite, Teló escolheu Eulá para batalhar com o time Lulu. A cantora interpretou Todo Homem, de Zeca Veloso.

— Eulá, que coisa mais linda. Foi a sua melhor apresentação na minha opinião. Você emocionou, brilhou, mostrou sua técnica. A dificuldade dessa música e você soube montar esse roteiro de entregar com suavidade. Foi um acalento para nosso coração — afirmou Teló.

Para enfrentar Eula, Lulu escolheu Ana Luiza, que por sua vez cantou Go The Distance, do filme Hércules.

— Você é uma caixinha de surpresas. Quando você entrou me telegrafou uma certa apreensão. Mas foi ela começar a cantar e já estava seduzindo a platéia! — disse Lulu.

Novamente, por unanimidade o time Teló saiu vencedor. Ana, por sua vez, deixou o programa.

Adriana x Serena

Clássico de Rita Lee, Mania de Você foi a opção de Adriana para disputar pelo time Cláudia.

— A Adriana tem uma voz maravilhosa. Tem, obviamente, um nervosismo que na região mais grave da música precisa segurar melhor, é normal. Por outro lado, eu vejo você brilhando agora, não fica só aqui, isso é para além. Eu estou encantada com o que você traz — afirmou a jurada.

Representando o time Iza, Serena interpretou um dos maiores hits do Djavan nos anos 90, Correnteza, composto por Tom Jobim e Luiz Bonfá. 

— Você é linda de ver Serena e é lindo te ver terminar a apresentação ainda dentro da apresentação. Dá pra ver o quanto foi intenso para você, que você levou essa interpretação a sério — avaliou Iza.

Serena acabou levando a melhor, recebendo voto dos três jurados. Adriana, por sua vez, deixou o reality show. 

Ainda não é assinante? Assine GaúchaZH e tenha acesso ilimitado ao site, aplicativos e jornal digital. Conteúdo de qualidade na palma da sua mão.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros