"BBB 22" começa nesta segunda com o desafio de superar o sucesso das duas edições anteriores - Entretenimento

Versão mobile

 
 

Espiadinha17/01/2022 | 10h17Atualizada em 17/01/2022 | 10h17

"BBB 22" começa nesta segunda com o desafio de superar o sucesso das duas edições anteriores

Com Tadeu Schmidt no comando, reality show será exibido após "Um Lugar ao Sol"

"BBB 22" começa nesta segunda com o desafio de superar o sucesso das duas edições anteriores Fabio Rocha / TV Globo/Divulgação/TV Globo/Divulgação
Tadeu Schmidt é o novo apresentador do "Big Brother Brasil" Foto: Fabio Rocha / TV Globo/Divulgação / TV Globo/Divulgação
GZH
GZH

Por Camila Bengo

A partir desta segunda-feira, vai começar a ficar cada vez mais difícil lembrar como era a vida antes do Big Brother Brasil. Após a novela Um Lugar ao Sol, na RBS TV, o programa capaz de mobilizar o país estreia sua edição 22 com a missão de superar o sucesso das duas antecessoras – os fenômenos de audiência e publicidade BBB 20 e BBB 21

E a caçula entre as edições está empenhada em fazer tão ou mais bonito que as irmãs mais velhas. Das dinâmicas dentro da casa aos conteúdos pensados para o público, uma combinação de fórmulas que deram certo e novidades deve ajudar o BBB 22 a também marcar seu nome na história do reality show. A primeira mudança passa pelo comandante da nave louca: Tadeu Schmidt é o novo apresentador do programa, assumindo o posto ocupado por Tiago Leifert desde o BBB 17. Tal qual Leifert, que assinou sua trajetória gamificando o comando da atração, o estreante encara o desafio de deixar sua assinatura – nos moldes do que fez no Fantástico com a fabulação dos cavalinhos do futebol. 

Já entre o elenco, a receita de sucesso iniciada no BBB 20 será mantida. Os habitantes da casa mais vigiada do Brasil serão, novamente, uma mistura de anônimos e rostos conhecidos, divididos entre os grupos Camarote e Pipoca. Vale lembrar que, nas duas últimas edições, a fama precedente não foi suficiente para que algum dos integrantes do Camarote adicionasse o título de campeão do BBB ao currículo: as até então anônimas Thelma Assis e Juliette Freire foram as vencedoras dos prêmios de R$ 1,5 milhão.

O novo lar dos concorrentes a futuro milionário trará de volta estéticas características dos anos 1970, 1980 e 1990, quando ainda não sabíamos que acompanhar um grupo de pessoas vivendo em uma casa televisionada, em busca de uma premiação milionária, poderia ser tão divertido – mesmo que a algumas delas caiba a alcunha de "planta". Mas entre cores, néons e estampas, um botãozinho deve chamar atenção na arquitetura. Pela primeira vez, o programa contará com um dispositivo de desistência que, seguindo determinadas regras, poderá ser acionado pelos participantes se em algum momento a pressão do confinamento falar mais alto que a vontade de permanecer no jogo. 

Atrações

Não faltará espiadinha ao espectador que estiver curioso para saber se alguém vai pousar o dedo sobre o botão atroz. Além da edição diária exibida na TV aberta, a rotina dos brothers e sisters poderá ser acompanhada 24 horas por dia pelos assinantes do Globoplay. Já no Multishow, na #RedeBBB e no portal Gshow, uma série de atrações focadas no reality deve intensificar a cobertura. 

Para completar a experiência, o público ainda vai se sentir como se estivesse dentro da casa: o tradicional Cinema do Líder, um dos benefícios oferecidos ao rei ou à rainha da semana, poderá ser assistido pelos espectadores. A produção exibida aos confinados será transmitida na Sessão Cinema do Líder, sempre nas noites de terça-feira, na RBS TV.

E mesmo que o filme seja de drama, as risadas estarão garantidas. O CAT BBB, humorístico que estreou na edição de número 20 com apresentação de Rafael Portugal, segue na grade de atrações do reality show, agora sob o comando de Dani Calabresa. O irreverente Paulo Vieira, humorista que vem ganhando cada vez mais destaque na emissora e roubou a cena no Melhores do Ano, ganhará também um espaço no BBB para chamar de seu. É o Big Terapia, quadro no qual irá "analisar" o comportamento dos confinados, tentar ajudar o público a entender as entrelinhas do jogo e dar conselhos de procedência duvidosa aos participantes que deixarem a disputa. Agora, resta acompanhar qual deles será o último – e então milionário – a ser aconselhado.

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros