Dicas para não decepcionar na hora H - Entretenimento

Versão mobile

 
 

Falando de Sexo10/01/2022 | 09h07Atualizada em 10/01/2022 | 09h07

Dicas para não decepcionar na hora H

A influência da indústria pornográfica pode alterar a ideia de sexualidade

Dicas para não decepcionar na hora H Reprodução / Reprodução/Reprodução
Foto: Reprodução / Reprodução / Reprodução
Andrea Alves e Lucia Pesca

O que será que é preciso ter ou fazer pra ser considerado “bom de cama”? Às vezes, parece que a criatura tem que estar fazendo sexo como se tivesse em um filme! Gurias, por favor, me ajudem!

É, a questão é que a gente tem vivido uma época influenciada pela indústria pornográfica. A influência desse meio ajuda a alterar a ideia de sexualidade. Percebemos que isso nos leva a pensar o sexo de uma forma distorcida. Inclusive, voltaram algumas das antigas preocupações, pois os homens têm se preocupado além da conta, com o “calibre” de seu pênis. Além disso, o estereótipo de que mulher têm muitos orgasmos voltou à tona. Isso parece interessante nos filmes, mas, na vida real, não é bem assim. 

Um homem que está despreocupado com seu desempenho e com todos os aspectos quantitativos relacionados à sua sexualidade, pode se entregar ao prazer das trocas de carícias sem pretender subjugar, dominar ou controlar. Ele buscará seu prazer e o prazer vindo do prazer da parceira. Para ser bom de cama, basta estar ali de corpo e alma. 

Uma mulher pode se colocar sexualmente de forma insinuante, ousada e disposta a se despojar de todas as armas e armaduras, soltar-se e se deixar embalar pelas sensações agradáveis que vêm das trocas de carícias e da estimulação das zonas erógenas. Essa talvez seja a mulher verdadeiramente boa de cama! 

Nos casais acostumados com o jogo de sedução e de dominação, o erotismo tende a cair depois de concretizado o vínculo, pois não terá mais necessidade de seduzir! 

Leia outras colunas

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros