"Não passava de um cara covarde", diz Antonia Fontenelle após a morte de Batoré - Entretenimento

Versão mobile

 
 

No Instagram12/01/2022 | 09h59Atualizada em 12/01/2022 | 10h00

"Não passava de um cara covarde", diz Antonia Fontenelle após a morte de Batoré

No início de 2021, os dois tiveram um desentendimento após ele chamá-la de "rapariga" em um vídeo

"Não passava de um cara covarde", diz Antonia Fontenelle após a morte de Batoré Instagram/Giane Carvalho / Reprodução/Divulgação/Reprodução/Divulgação
À esquerda, Antonia Fontenelle, e à direita, Batoré Foto: Instagram/Giane Carvalho / Reprodução/Divulgação / Reprodução/Divulgação
GZH
GZH

No dia da morte de Batoré, a influencer e apresentadora Antonia Fontenelle foi às redes falar sobre o humorista e não poupou críticas. Na segunda-feira (10), nos stories do Instagram, Antonia chamou Batoré de covarde e machista. 

— Hoje morreu um cara, um cearense, que todos chamam de humorista, e que pra mim ele não passava de um cara covarde, machista e que me apontou, me julgou, foi cruel, foi covarde comigo, sem nunca ter me visto na vida, sem nunca eu ter feito nada com ele, o tal do Batoré. Agora um monte de gente falando: coitadinho, Batoré morreu! Coitadinho o c*, não é porque ele morreu que ele passou a ser santo e vai morar com Deus — disse.

A influencer ainda afirmou que estava com um processo na Justiça contra o humorista.

— Eu não tenho que perdoar nada, não sou Deus, quem tem que perdoar pelos feitos dele é Deus. Aqui eu estava discutindo no âmbito da Justiça. Morreu, morreu. Agora dizer que era um cara exemplar, melhor comediante do mundo e que agora tá lá nos braços de Deus. Isso seria hipocrisia da minha parte, né? — alfinetou.

Segundo informações do portal Notícias da TV, no início de 2021, Antonia e Batoré tiveram um desentendimento após ele chamá-la de "rapariga" em um vídeo. O motivo do ataque foi por ela ter criticado a segurança pública de Alagoas, em virtude da agressão sofrida pelo ator Henri Castelli no Estado.

— Me julgou, foi covarde comigo, falou coisas terríveis a meu respeito sem nunca ter me visto, sem nunca ter feito absolutamente nada, portanto, pra mim não faz a menor diferença se está vivo ou morto. A verdade é pra ser dita. Essa é a minha verdade, ninguém precisa aceitar — finalizou.

Conforme o documento emitido pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo em 5 de março de 2021, acessado pelo portal Notícias da TV, Antonia pediu indenização de R$ 110 mil por danos morais a Batoré, mas o caso não chegou a ir para julgamento.

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros