Rap e lo-fi: conheça Menis Wolf - Entretenimento

Versão mobile

 
 

Estrelas da Periferia04/01/2022 | 12h24Atualizada em 04/01/2022 | 12h24

Rap e lo-fi: conheça Menis Wolf

Rapper de Gravataí começou sua carreira nas batalhas de rima e começa a ganhar destaque no cenário local.

Rap e lo-fi: conheça Menis Wolf Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal/Arquivo Pessoal
Rapper começou a carreira em 2013 Foto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

Há nove anos, Felipe Wolf, que hoje usa o nome artístico de Menis Wolf, ingressava no mundo artístico, mais especificamente em um dos eventos mais tradicionais do meio do rap: as batalhas de rimas. A estreia foi na Batalha do Mercado, que acontece no Mercado Público, na Capital, e que já revelou nomes importantes do rap gaúcho. Menis Wolf, que nasceu em Porto Alegre, hoje mora em Gravataí, tem 25 anos e mais de 30 músicas compostas, o que já o deixa com um sentimento de trabalho bem feito.

- Meu sonho é viver de música e ajudar a todos aqueles que estiverem ao meu alcance. Quero mostrar que meus 25 anos bem vividos me ensinaram muita coisa e que quero aprender muito mais - afirma.

Além das composições, Menis Wolf é um dos fundadores do coletivo Purnada’s Crew, que tem um bem elaborado canal no YouTube, com vídeos de faixas como Caça, Naufrágio de Quem já Fui e Estação das Brumas. 


Parceria


Um dos lançamentos mais recentes de Menis foi em parceria com Matheus Portal, que também faz a produção da faixa Um Bagulho Muito Especial, cujo clipe foi lançado no começo de dezembro.

- Trabalhamos juntos pelos mesmos motivos e valores. Esse clipe foi um dos que mais me orgulhei de ter feito, repleto de natureza e de boas vibrações - afirma Menis.

Neste ano, ele pretende lançar, ao lado do parceiro Matheus Portal, uma mixtape baseada no gênero lo-fi, que vem do inglês low fidelity (baixa fidelidade), em evidência atualmente, quando um artista não tem grana para bancar grandes produções e acaba fazendo tudo no seu estúdio, em casa, recorrendo a truques que deixam a obra mais interessante, como o uso de gravadores de fita cassete e com músicas livres de vocais. 

- Gostamos de nos arriscar em todos os ritmos, mas sempre tendo como base o rap. Nessa pegada, além da mixtape, meu próximo lançamento, em fevereiro, será a faixa Mogli, o Menino Lobo - finaliza. 

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros