DJ de Alvorada conta que sua missão é fazer as pessoas felizes com seu som - Entretenimento

Versão mobile

 
 

Estrelas da Periferia22/02/2022 | 09h29Atualizada em 22/02/2022 | 09h29

DJ de Alvorada conta que sua missão é fazer as pessoas felizes com seu som

Duduziinho relata vocação para animar as festas e levar alegria por onde passa.

DJ de Alvorada conta que sua missão é fazer as pessoas felizes com seu som Rafael Souza / Divulgação/Divulgação
Desde a adolescência, é ele quem anima as festas Foto: Rafael Souza / Divulgação / Divulgação

Eduardo Alves, 33 anos não sabe precisar quando a música começou a fazer parte de sua vida. O que ele lembra é de sempre ter animado as festas das pessoas mais próximas, desde eventos familiares até aniversários dos amigos: o som do local era incumbência dele. 

– Eu sempre era o DJ, pegava os CD’s, selecionava as músicas em um caderno antes de começar a tocar, usava dois rádios para fazer a mixagem. É uma paixão que não tem como explicar – conta.

O hobby foi virando coisa séria. Eduardo virou Duduziinho DJ e, aos poucos, os sonhos foram tomando forma. Mas ele tem consciência de que não é um caminho fácil de ser trilhado, principalmente por conta da falta de tempo e dinheiro para investir em cursos específicos: 

– Nunca consegui fazer cursos devido à correria e dificuldades da vida, mas continuei sonhando, pesquisando na internet. Até que, um dia, eu fiz um curso com o DJ Capu e, em seguida, um curso na IMEC. Depois disso, comecei a fazer contato com os produtores.

A partir daí, os convites começaram a surgir. Mas como aconteceu com tantos profissionais de diversos setores, a pandemia adiou muitos planos. 

– No início, foi um baque bem estranho, porque eu estava tocando todo final de semana. Ninguém imaginaria que todas as festas parariam. Mas, depois, foi um processo de se conformar e esperar que desse tudo certo – recorda.

edu Alves - estrelas da periferia<!-- NICAID(15022649) -->
Duduziinho também sonha em produzir eventosFoto: Rafael Souza / Divulgação

Retomada

Enquanto projeta um futuro no qual seja possível viver apenas da música, Duduziinho trabalha como motorista de aplicativo. Nos finais de semana, começa a retomar os eventos particulares em Alvorada. Falando nisso, dia 5 tem festa com som do DJ:

Foto: Reprodução / Instagram

"Nascido para fazer as pessoas felizes": essa é a legenda que Eduardo costuma postar em suas redes sociais. Mais do que ser bem-sucedido na área ou ajudar a família financeiramente, ele conta que sua maior motivação é ver que está levando diversão a quem curte seu som.

– No momento que estou numa festa, as pessoas estão ali para se divertir, ninguém está pensando em problemas. Tenho uma paixão além da música, que é fazer as pessoas felizes. Eu tenho bastante preocupação com elas, gosto de ajudar e ver os outros bem ao meu redor – diz.

Duduziinho não tem pressa de alcançar seus objetivos – um deles é tocar no Planeta Atlântida –, mas vai fazendo o que gosta da melhor forma possível. Para quem sonha alto como ele, fica mais um recado:

– Outra coisa que eu sempre digo é nunca desistir dos sonhos, porque não importa quanto demore, o tempo vai passar de qualquer jeito.

Aqui, o espaço é todo seu

///  Para participar da seção, mande um pequeno histórico da sua banda, dupla ou do seu trabalho solo, músicas, vídeos e um telefone de contato para jose.barros@diariogaucho.com.br.

///  Para falar com Duduziinho, ligue para 98552-2420 ou mande mensagem pelo Instagram: @duduziinhodj.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros