Jorge e Mateus apresentam seus grandes sucessos no Litoral Norte  - Entretenimento

Versão mobile

 
 

Programe-se18/02/2022 | 08h47Atualizada em 18/02/2022 | 08h47

Jorge e Mateus apresentam seus grandes sucessos no Litoral Norte 

Dupla sertaneja que é uma das mais ouvidas pelos brasileiros faz show na virada desta sexta para sábado em Xangri-lá

Jorge e Mateus apresentam seus grandes sucessos no Litoral Norte  Rubens Cerqueira / Divulgação/Divulgação
Jorge (E) e Mateus prometem hits como ¿Molhando o Volante¿ Foto: Rubens Cerqueira / Divulgação / Divulgação

Uma das duplas mais aclamadas do sertanejo brasileiro estará presente no litoral norte gaúcho. Na virada desta sexta-feira para sábado, Jorge e Mateus irão subir ao palco do Maori Beach Club, em Xangri-lá. Antes deles, o cantor Luccas Fernandes realizará o show de abertura.

Será uma noite para o público cantar os principais sucessos da dupla goiana - eles são de Itumbiara (GO) -, como Pode Chorar, Voa Beija-Flor, Propaganda e Amo Noite e Dia. Para Jorge, apresentar-se em Xangri-lá é especial:

— Estamos retornando depois de muito tempo a essa cidade e esperamos levar nossa alegria e muita música boa. A gente também anseia para que a galera entre nessa onda de boas energias junto conosco.

Mateus complementa:

— Nós amamos o Sul! Essa região se destaca no Brasil pela boa culinária, o clima e a cultura. São essas boas lembranças e momentos que a gente sempre leva na bagagem e na memória quando retorna para casa.

Jorge e Mateus voltam ao Estado embalados pelo hit Molhando o Volante, single mais recente da dupla, lançado em dezembro. Na música, eles cantam sobre um sujeito que tenta mostrar pelas redes sociais que está bastante feliz com sua vida de solteiro. Porém, ele esconde que ainda não superou o antigo relacionamento.

Sobre Molhando o Volante, Jorge relata que é uma música com a qual os fãs se identificam bastante:

— É um tema atual. Nesse contexto, a gente observa que a fraqueza muitas vezes é escondida. Hoje em dia, tem muito dessa demonstração que está tudo bem quando na verdade não está. Molhando o Volante conta exatamente essa ideia.

Em 2021, eles lançaram o bem-sucedido Tudo em Paz, nono disco ao vivo e o décimo segundo no geral da discografia. O álbum ultrapassou a marca de 1 bilhão de audições nas plataformas de streaming, além de receber da gravadora Som Livre o certificado de platina pela faixa Me Ame Mais — parceria com Marília Mendonça que integra o trabalho.

Contendo 15 faixas e gravado ao vivo em Pirenópolis (GO), Tudo em Paz foi o segundo álbum mais ouvido de 2021 no Spotify. No fim de semana de seu lançamento, em abril, o disco entrou para a lista global da plataforma como um dos álbuns mais ouvidos do mundo. No final do ano, a dupla apareceu na quarta posição entre os artistas brasileiros mais escutados no serviço da plataforma.

Passado e futuro

A dupla se conheceu por meio de um amigo em comum, em 2005. Jorge estudava Direito, enquanto Mateus cursava Agronomia. Eles tiveram a oportunidade de cantar juntos em um churrasco e, a partir daí, foram evoluindo aos poucos. O primeiro show da dupla foi no dia 26 de maio, em uma boate de Itumbiara. Logo gravaram um CD independente, na garagem da casa de Mateus, cantando algumas composições próprias e novas roupagens de clássicos da música sertaneja.

O estouro mesmo veio com o primeiro trabalho, Ao Vivo em Goiânia, de 2007. É desse álbum o primeiro grande sucesso da dupla, Pode Chorar. De lá para cá, Jorge e Mateus arrastam multidões em suas turnês, chegando a realizar uma média de 200 shows por ano antes da pandemia.

Mas nem tudo é festa: em entrevista ao canal de André Piunti, no YouTube, divulgada em janeiro, Jorge admitiu terem ocorrido desavenças entre os dois ao longo dos anos. Segundo o cantor, muitos desentendimentos eram alimentados por disputas de ego e opiniões contrárias. Ele ainda revelou que chegou a pensar em abandonar a música, por conta do esgotamento emocional e físico. Porém, o artista assegura que hoje a relação dos dois vive o seu melhor momento.

— Como toda boa relação, é preciso acima de tudo respeito. Paciência e diálogo fazem parte também desse pacote. Temos nossas ideias e opiniões, algumas vezes iguais, outras vezes diferentes, porém sempre respeitadas por ambas as partes. Além disso, cada um tem seu espaço, temos nosso tempo. Isso contribui para mantermos um bom relacionamento, para que aconteça nossa química — explica Jorge.

Com a chegada da pandemia, os dois tiveram uma pausa na estrada. Foi um período para aproveitar a família, passar mais tempo em casa. Viver, enfim, uma rotina normal.

— E isso já é uma grande transformação! Pude acompanhar o nascimento e os primeiros meses da minha filha. E também compartilhar momentos com meu primeiro filho, o Davi — destaca Jorge.

— Com esse espaço, também tivemos tempo para raciocínio, para novas ideias. Estreitamos laços emocionais e profissionais. Tivemos nossas análises musicais, alimentamos nossos novos projetos. Refletimos, planejamos. Gravamos. Estamos felizes com esse retorno aos palcos, mesmo que devagar. Aos poucos, tudo vai se ajeitando, e a gente espera que tudo isso passe logo - acrescenta Mateus.

A dupla gravou seu novo álbum na última terça-feira (15), em São Paulo. Trata-se de um projeto que conta com regravações e três músicas novas.

—  Será inédito dentro de tudo que já fizemos. Em breve, haverá lançamento desse trabalho, e vocês poderão conferir o resultado. A gente espera que a galera curta muito! — empolga-se Mateus.

JORGE E MATEUS

  • Entre sexta e sábado, no Maori Beach Club (Figueirinha Rodovia RS-389, KM 29, Xangri-lá)
  • Abertura da casa: 22h
  • Classificação etária: 18 anos
  • Ingressos entre R$ 47,50 e R$ 260 pelo site uhuu.com
 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros