Justiça suspende Carnaval de Anitta e GKay em condomínio de luxo - Entretenimento

Versão mobile

 
 

Na Bahia21/02/2022 | 10h41Atualizada em 21/02/2022 | 10h42

Justiça suspende Carnaval de Anitta e GKay em condomínio de luxo

Festa já divulgava presença de influenciadores e seguiria durante três finais de semana

Justiça suspende Carnaval de Anitta e GKay em condomínio de luxo Eduardo Bravin / Divulgação/Divulgação
Foto: Eduardo Bravin / Divulgação / Divulgação

A Justiça do Estado da Bahia determinou a suspensão da festa Plano B do Carnaval, que tinha como embaixadoras a cantora Anitta, a influenciadora Géssica Kayane, GKay, e outras celebridades. A ação que pedia a suspensão do evento foi movida pelo condomínio onde fica a mansão de luxo em que ele seria realizado, no litoral de Camaçari,  próximo a Salvador.

No processo, o local alegou que a circulação acentuada de pessoas pode atrapalhar a desova das tartarugas marinhas nas praias da localidade. O condomínio fica em uma área de proteção ambiental (APA). Além disso, o local citou que o evento pode atrapalhar a segurança, paz e sossego dos moradores vizinhos. 

A organização da festa já tinha confirmadas atrações para os dias 16 e 17 de fevereiro, e pretendia seguir em curso nos dias 26, 27 e 28 de fevereiro e 1 e 2 de março. O local, que conta com caixas acústicas, palco, e iluminação difusa, receberia influenciadores como Pequena Lô e Rafa Uccman. Caso o evento seja realizado, os responsáveis devem ser penalizados pela Justiça com multa diária.


 
Diário Gaúcho
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros