Da zona norte para a banda de Alexandre Pires: conheça Luiz Tiazinha - Entretenimento

Versão mobile

 
 

Estrelas da Periferia03/05/2022 | 11h17Atualizada em 03/05/2022 | 11h17

Da zona norte para a banda de Alexandre Pires: conheça Luiz Tiazinha

Músico gaúcho Luiz Tiazinha começou a carreira imitando o mineiro. Hoje, é backing vocal do astro.

Da zona norte para a banda de Alexandre Pires: conheça Luiz Tiazinha Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal/Arquivo Pessoal
Luiz faz carreira solo, além de integrar banda de Alexandre Pires Foto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

Na infância, Luiz Henrique de Castro e Souza Jr, que nasceu e cresceu no bairro Santa Fé, na zona norte da Capital, tinha o sonho de conhecer um dos ícones do pagode nacional: Alexandre Pires. Na época, fã do cantor mineiro, que era vocalista do grupo Só pra Contrariar, fazia dublagens de Alexandre, em festas e eventos. Porém, mal sabia ele que seria Alexandre Pires que mudaria sua vida.

- Uma caça-talentos, que fazia parte de uma produtora na época, me descobriu, quando eu fazia um show em um clube de Cidreira. Depois disso,  tive a oportunidade de conhecer o Alexandre Pires. Todos os anos, quando tinha show, eu tirava uma foto com ele, fui crescendo me apaixonando pela música, indo em todos shows do Alexandre Pires como fã. Até que um dia, começamos a ficar mais próximos e ele foi em minha casa comer um churrasco, quando eu morava em Viamão - lembra Luiz, que hoje usa o nome artístico de Luiz Tiazinha.

luiz tiazinha, alexandre pires. <!-- NICAID(15084198) -->
Na gravação do mais recente DVD de Alexandre Pires, que será lançado ainda neste anoFoto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

Leia outras colunas

Sonho realizado

Naquela época, Luiz começou a fazer shows pela noite de Porto Alegre e no Interior, quando enfrentou problemas pessoais e, como já estava mais próximo de Alexandre Pires, recebeu um conselho do ídolo.

- Ele me aconselhou a morar em Florianópolis, pois ele morava em Itapema, que fica relativamente perto. Me mudei pra lá, e ele começou a fazer alguns vídeos para divulgar o meu trabalho e eu comecei a ter espaço como cantor na noite catarinense. Com essa mudança, nos tornamos amigos, fui até sua casa algumas vezes, passei o natal com sua família - lembra.

Com a ajuda do amigo famoso, ele fez participações especiais em shows de Alexandre e, a convite do mineiro, entrou na banda de Alexandre, como dançarino e backing vocal.  

- Hoje, viajo e faço shows com ele pelo Brasil e até mesmo pelo mundo. E, mais adiante, pretendo lançar músicas autorais - afirma.

Em paralelo, o gaúcho faz shows pela sua carreira solo, cantando releituras, claro, de sua paixão: pagode anos 90.

- Após 23 anos tentando algo na música, essa foi minha maior conquista até aqui, poder estar fazendo shows com esse grande ícone do nosso país. Demorou, mas aconteceu!!!


 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros