Após voltar a sentir dores na coluna, Wesley Safadão cancela shows e é internado - Entretenimento

Versão mobile

 
 

Apresentações suspensas30/06/2022 | 08h19Atualizada em 30/06/2022 | 08h20

Após voltar a sentir dores na coluna, Wesley Safadão cancela shows e é internado

Comunicado afirma que o cantor ficará afastado dos palcos até, pelo menos, 6 de julho para "tratamento intenso"

Após voltar a sentir dores na coluna, Wesley Safadão cancela shows e é internado Félix Zucco / Agencia RBS/Agencia RBS
Wesley Safadão precisou cancelar sua agenda de shows para tratar fortes dores na coluna Foto: Félix Zucco / Agencia RBS / Agencia RBS
GZH
GZH

Após sentir novas dores na coluna e dormência nas pernas, Wesley Safadão precisou cancelar sua agenda de shows. O cantor, que se apresentaria em São João de Caruaru nesta quarta-feira (29), foi internado para se submeter a um "tratamento intenso". 

As fortes dores incomodam Safadão desde o último sábado (25). Ele já havia cancelado apresentações, e agora anuncia uma nova parada para se cuidar. Segundo nota divulgada pela assessoria do artista, ele "apresentou um quadro de espondilopatia degenerativa da coluna lombo-sacra associada à hérnia discal lombar, com importante compressão das estruturas neurológicas dentro do canal vertebral". 

Informações compartilhadas em seu Instagram oficial dão conta de que o dono do hit Coração Machucado ficará longe dos palcos até o dia 6 de julho. "Agradecemos o carinho e a compreensão de todos e vamos permanecer em oração para sua rápida recuperação e volta aos palcos", afirma o comunicado. 

Em uma das crises de dor, o cantor precisou da ajuda da mulher, Thyane Dantas, ao entrar no avião para deixar a cidade onde fez show. E teve que viajar deitado.

Em vídeo divulgado nas redes sociais no fim de semana, o cantor relatou sentir muitas dores.

— Às vezes, é um movimento besta, uma coisa simples, que trava a coluna e, quando trava... Gente, eu chorei. Saíam lágrimas dos meus olhos. Nem queria, mas era muita dor  —  afirmou.

Ainda segundo Wesley Safadão, a condição lhe causava dificuldades independentemente de ele estar em pé ou deitado:

 — Pra sentar era ruim, pra respirar é ruim. E aí pra cantar a gente precisa estar respirando.

 


 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros