Sandro Coelho revela por que está fora do Tchê Garotos - Olá - Entretenimento - Diário Gaúcho

Vers?o mobile

 

Fãs órfãos07/04/2013 | 14h02

Sandro Coelho revela por que está fora do Tchê Garotos

Grupo tem emplacado uma música atrás da outra em novelas da Globo

Sandro Coelho revela por que está fora do Tchê Garotos Thiago Cardoso/Divulgação
Vocalista Sandro Coelho deixou os palcos após 17 anos no grupo Foto: Thiago Cardoso / Divulgação

Há cerca de dois meses, os fãs do Tchê Garotos estão meio órfãos com a saída do vocalista Sandro Coelho, que deixou os palcos após 17 anos no grupo. Mas o que aconteceu, afinal, e por que sair agora do Tchê Garotos, que tem emplacado uma música atrás da outra em novelas da Globo, como Fazendo Coisa Boa, em Salve Jorge, e Cachorro Perigoso, em Avenida Brasil (2012)?

Sandrinho explica tudo neste papo exclusivo e reconhece que o fim do casamento com a psicóloga Thaís Starling, há um ano e meio, foi um divisor de águas que o fez repensar a sua vida.

Aqui Entre Nós - Por que sair do grupo agora, no auge?

Sandro Coelho - Fiquei 31 anos da minha vida viajando, tava saturado de estrada, meu pai (João, 74 anos), no ano passado, esteve à porta de um AVC, e eu não estava por perto. O Diego está com sete anos, e não vi o meu filho crescer! Eu estava cansado. Pesaram os problemas particulares.

Aqui Entre Nós - Você saiu de vez do grupo?

Sandro - Estou dando um tempo indeterminado. É claro que sinto falta, mas, quando eles tocam em Porto Alegre, vou lá e dou uma canja. E sou sócio do Tchê Garotos, então, não teve briga. Continuo compondo e tenho o meu estúdio, onde faço produção musical de outros artistas também.

Aqui Entre Nós - Muito se ouviu falar que a sua separação teria sido o motivo da saída do grupo. Teve a ver?

Sandro - O fim do meu casamento de 12 anos (mais cinco de namoro) tem um ano e meio já, foi bem antes da minha decisão em relação ao Tchê Garotos. Mas é claro que a separação me fez repensar a minha vida. O que as pessoas não sabem é que a grande razão da minha parada foi que eu comecei muito cedo, aos oito anos, e nunca mais parei! No dia 16 de setembro, faço 40 anos e nunca tive fim de semana, uma vida normal. Não saber na sexta o que vou fazer no sábado e no domingo é maravilhoso!

Aqui Entre Nós - O que não conseguia fazer e que, agora, sente a diferença?

Sandro - Respirar! Antes, era de quarta a segunda-feira na estrada. Hoje, eu consigo respirar.

Aqui Entre Nós - E está solteiro?

Sandro - Tô livre! Procurando alguém que me sustente (diz Sandrinho, gargalhando)!

DIÁRIO GAÚCHO

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros