José Augusto Barros: "G-6, a salvação tricolor" - Grêmio - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

Paixão Tricolor04/10/2016 | 08h09Atualizada em 04/10/2016 | 08h09

José Augusto Barros: "G-6, a salvação tricolor"

José Augusto Barros: "G-6, a salvação tricolor" Fernando Gomes/Agencia RBS
Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS

A grande notícia desta semana é o aumento de vagas para brasileiros na próxima Libertadores, o chamado G-6. Antes dessa novidade, eu pensava que nossa chance de classificação para a Libertadores era praticamente inexistente, tese que só se confirmou com a instabilidade do time nos últimos jogos.

Para ficarmos no G-4, certamente, precisaríamos de mais qualidade. No G-6, vejo mais possibilidades, pois mesmo mostrando muita irregularidade, acredito que podemos competir com a turma que disputa essas vagas: Atlético-PR, Corinthians, Fluminense e Ponte Preta. Mas para isso é importante que o time se mostre mais ligado, principalmente nos jogos fora de casa. O primeiro passo pode ser amanhã, contra o Vitória.

Ouço argumentos compreensíveis de gremistas que dizem que criamos uma ilusão ao nos classificarmos ano após ano para a Libertadores, com resultados pífios. Eles sustentam que deveríamos nos focar em, primeiro, ganhar um Gauchão. Depois, uma Copa do Brasil para, mais além, nos qualificarmos como fortes candidatos à Libertadores.

Entendo os argumentos, mas não concordo. Financeiramente, participar da Libertadores é fundamental, tanto nas receitas, que crescem bastante, quanto pelo fato de sermos vitrine para que grandes jogadores queiram atuar por aqui.

Leia outras colunas da Paixão Tricolor

Formação de equipe
Além disso, time copeiro e experiente se forma nesse tipo de competição. Perdendo, aprendendo com as derrotas, enfrentando adversários que joguem de maneira diferente. Para confirmar tal afirmação, é só lembrar como construímos nossos dois títulos de 1983 e 1995.

*Diário Gaúcho

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros