José Augusto Barros: "Melhoramos com a chegada de Renato" - Grêmio - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

Paixão Tricolor08/10/2016 | 08h17Atualizada em 08/10/2016 | 08h18

José Augusto Barros: "Melhoramos com a chegada de Renato"

José Augusto Barros: "Melhoramos com a chegada de Renato" Luiz Armando Vaz/Agencia RBS
Foto: Luiz Armando Vaz / Agencia RBS

Não estou entre os que acham que Renato é um técnico que não sabe nada de futebol. O problema, aqui no Estado, é que tudo é extremo: ou o cara é o maioral ou não serve para nada.

Para ver o quanto Renato não é um mau treinador, basta dar uma olhada no técnico do coirmão. Celso Roth engana na profissão há mais de 20 anos, ganhou uma Libertadores na qual disputou apenas quatro jogos e ainda fez o maior fiasco da história do rival, ao perder para o Mazembe. No restante, poucos estaduais e fiascos. E segue sendo empregado.

Renato tem boa bagagem na casamata. Foi campeão da Copa do Brasil, com o Fluminense, em 2007, e levou o Tricolor Carioca à final da Libertadores, em 2008. Não fez nenhum fiasco como técnico, como vários por aí. Reergueu o Tricolor em 2010, nos levando para uma vaga na Libertadores, depois de um péssimo começo. Em 2013, foi vice-campeão Brasileiro com o Grêmio.

Uma das especialidades de Renato é identificar problemas e os resolver. Desde o começo do ano, o Grêmio apresentava dificuldades na bola aérea defensiva.

O atual treinador mudou o sistema de marcação — de zona para individual — e a coisa melhorou. Claro, não é nenhuma maravilha, mas melhorou.


Pontaria
Não acredito que a solução para os problemas tricolores fosse a saída de Roger, mas a chegada de Renato foi boa. Não sei se o que aconteceu ao ex-técnico. Mas Renato tem mais cancha para lidar com situações difíceis. Agora seria interessante que o atual treinador ajude nossos atacantes a acertar o gol. Aí, ganharia ainda mais homenagens.

*Diário Gaúcho

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros