Guerrinha: "Direção e Renato precisam afinar o discurso" - Grêmio - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

Coluna do Guerra17/02/2017 | 08h00Atualizada em 17/02/2017 | 08h00

Guerrinha: "Direção e Renato precisam afinar o discurso"

Guerrinha: "Direção e Renato precisam afinar o discurso" Lucas Uebel / Grêmio/Divulgação/Grêmio/Divulgação
Foto: Lucas Uebel / Grêmio/Divulgação / Grêmio/Divulgação

Enquanto a direção afirma que está atrás de zagueiros e volante, o técnico Renato Portaluppi diz que pediu um armador e um atacante. Já está mais do que na hora das pessoas que cuidam das contratações no Humaitá afinarem esse discurso, até para deixar o torcedor melhor informado sobre o que será feito. Tudo indica que, nesta queda-de-braço, quem vai se dar melhor é o chefe do vestiário.

Sequência – Com uma média de gols aceitável para quem tem a função de colocar a bola na rede, talvez seja a hora do técnico Antônio Carlos Zago dar uma sequência ao atacante Brenner, seu conhecido dos tempos do Juventude.

Apesar de não ser um primor, um diferenciado, a verdade é que o jogador deu conta do recado nas chances que recebeu e merece a oportunidade, até para provar se serve ou não para as durezas de 2017.

Vantagem – Mesmo sem ter sido maravilhoso, o Botafogo fez o que se esperava: derrotou o Olimpia, em casa, por 1 a 0, e agora vai ao Paraguai com a vantagem do empate.

Complicou – Dentro de casa, na obrigação de vencer, o Atlético-PR apenas empatou com o Deportivo Capiatá, em 3 a 3, e ficou com a corda muito apertada no pescoço.

Pelo que se viu nestes primeiros 90 minutos, o Furacão ficou pertinho de dar adeus ao sonho de chegar na fase de grupos da Libertadores.

Perguntinha
Quando o Inter vai entrar no trilhos?

Leia outras colunas do Guerrinha

*Diário Gaúcho


 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros