Cacalo: Jogo estranho  - Grêmio - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

Paixão Tricolor29/05/2017 | 17h40Atualizada em 29/05/2017 | 18h02

Cacalo: Jogo estranho 

O time teve improvisações nas duas laterais, muitos jogadores novos, que talvez não tivessem jogado ainda nos profissionais

Cacalo: Jogo estranho  /
Cacalo Silveira Martins
Cacalo Silveira Martins

cacalo@diariogaucho.com.br

Quando se disse que o Grêmio jogaria com time misto, ou alternativo, ou reserva até, imaginei que seria uma equipe evidentemente inferior à titular, mas com algum entrosamento. Não foi o que se viu. O time teve improvisações nas duas laterais, muitos jogadores novos, que talvez não tivessem jogado ainda nos profissionais, e apenas dois ou três reservas, assim considerados por terem participado da equipe principal, como Fernandinho, Everton e até Jailson. 

A saída tricolor foi fulminante, com dois gols- relâmpago. Passava a impressão de que haveria uma vitória, ou pelo menos um empate. Mas era um time recheado de meninos, que embora sejam bons jogadores, ainda são inexperientes. 

Foi uma opção feita pelo Grêmio, que não pode reclamar do resultado. Sabemos o risco que se corre quando se disputa três competições e priorizam duas consideradas mais importantes. É o que temos, e vamos conviver com isso. Sabia- se que a primeira divisão sempre é difícil, mesmo que esteja ouvindo que a competição difícil é a segunda divisão. Mas temos que respeitar opiniões abalizadas. E respeito, mesmo divergindo. 

Outras divisões

Aliás, falando em divisões inferiores, os gaúchos foram bem nesta rodada. O Juventude venceu, e o Brasil- Pel pelo menos empatou. Quanto ao Inter, quero levar solidariedade aos torcedores do co- irmão, porque seu time está em reconstrução e é muito cedo para avaliação definitiva, em face dos ditos grandes jogadores que, se ouve, foram contratados.

 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros