Cacalo:"Torcida pela vida" - Grêmio - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

Paixão Tricolor12/07/2017 | 12h54Atualizada em 12/07/2017 | 12h54

Cacalo:"Torcida pela vida"

Cacalo:"Torcida pela vida" Arte/Diário Gaúcho
Foto: Arte / Diário Gaúcho

Não poderia deixar de me manifestar sobre o que ocorreu no programa Sala de Redação, da Rádio Gaúcha, ontem, quando esteve presente um dos sobreviventes do desastre da Chapecoense. O jornalista Rafael Henzel, que recomeçou sua vida, como ele mesmo tem afirmado, e passou a ter duas datas de nascimento, nos contou o drama que passou no acidente aéreo no final de outubro.

Uma data seria aquela em que ele realmente nasceu, em São Leopoldo, e a outra, a partir do dia em que sobreviveu ao acidente. Na narrativa que fez no Sala, ficamos, eu e todos os colegas, impressionados com os fatos apresentados pelo jornalista.

Sua lembrança, a partir do momento em que o avião perdeu o controle e tombou, em todos os detalhes, comoveu a nós. O tempo de espera na mata até a chegada de socorro foi emocionante, pelas dificuldades enfrentadas. A permanência nos hospitais, na Colômbia e, depois, em Chapecó, deixou claro o excelente atendimento que recebeu todo o tempo.

Outra pessoa

A solidariedade das pessoas dos dois países foi inesquecível. Enfim, o jornalista Rafael Henzel tornou- se para todos nós um exemplo de vida, de querer viver. O livro que está lançando em Porto Alegre é o testemunho do sofrimento, da reação e da continuidade de uma vida cheia de generosidade para com os outros.

Ele afirma que é outra pessoa, mais tolerante, mais generoso, mais preocupada com seus semelhantes. Vida longa e feliz, meu caro Rafael.

Leia mais colunas de Cacalo


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros