Críticas do presidente do Grêmio retiram Héber Roberto Lopes do limbo - Grêmio - Esporte - Diário Gaúcho

Versão mobile

Luiz Zini Pires17/10/2017 | 15h40Atualizada em 17/10/2017 | 18h56

Críticas do presidente do Grêmio retiram Héber Roberto Lopes do limbo

Romildo desqualifica a arbitragem do experiente paranaense, que perdeu o escudo da Fifa em janeiro de 2017, e apita Corinthians e Grêmio, pela 29ª rodada do Brasileirão

Críticas do presidente do Grêmio retiram Héber Roberto Lopes do limbo JUAN MABROMATA/AFP
Foto: JUAN MABROMATA / AFP

Com a ajuda do presidente do Grêmio, um dos árbitros mais polêmicos dos últimos anos volta ao centro das atenções do futebol brasileiro. As surpreendentes e ofensivas críticas de Romildo Bolzan Júnior a Héber Roberto Lopes, captadas e divulgadas pela ESPN, mostram que o paranaense continua importante, controverso, dono do apito e capaz de irritar profundamente até dirigentes mais experimentados. 

Héber deveria se aposentar em dezembro passado, chegou a dizer que deixaria o apito. Perdeu o escudo da Fifa em janeiro, mas ganhou sobrevida no futebol aos 45 anos. Os árbitros podem apitar até os 50 anos. A Fifa mudou recentemente o limite de idade. Héber seguiu no embalo.

Corinthians e Grêmio fazem o jogo mais importante da semana, nesta quarta-feira (18), em São Paulo. O tamanho do jogo, seu caráter decisivo, merecia mais atenção por parte da CBF. 

Leia mais
Os 270 minutos que podem mudar a vida de Luan e do Grêmio
Com Luan, Grêmio faz último treino antes de decisão contra o Corinthians
Cássio avalia momento do Corinthians: "Não é queda de rendimento"

Nos 10 jogos da rodada, só um árbitro pertence ao quadro de Fifa. O paraense Dewson Freitas da Silva comanda Sport e Santos, na quinta-feira (19), em Recife.

Nas últimas 11 partidas, entre agosto e outubro, Héber trafegou entre as séries A, seis partidas, B, três, e C, duas. Uma delas reuniu Vasco e Grêmio, 1 a 0, em São Januário, em setembro, pelo Brasileirão. Apitou ainda a derrota do Inter para o CRB, 2 a 0, no Nordeste, em agosto, pela Segunda Divisão. 

Corinthians e Grêmio será o primeiro clássico de Héber na temporada. Ele mora em Itapema, Santa Catarina, e é professor de Educação Física.  A CBF o apoia. O Corinthians já protestou. As críticas de Romildo ao árbitro adiciona doses de gasolina ao jogo. 



 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros